Após reclamações, Conar vai julgar 'Luis Augusto' da Sadia

Consumidores chamados Luis Augusto se sentiram ofendidos com comercial da Sadia, que teve mais de cem reclamações no Conar
Comercial da Sadia: consumidores reclamaram do nome "Luis Augusto" na campanha (Reprodução/Sadia)
Comercial da Sadia: consumidores reclamaram do nome "Luis Augusto" na campanha (Reprodução/Sadia)
G
Guilherme DearoPublicado em 02/08/2016 às 11:53.

São Paulo - Luis Augusto foi parar no Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).

É que o órgão vai julgar a campanha da Sadia com um presunto falante chamado "Luis Augusto".

O Conar abriu um processo para analisar o caso após reclamações de espectadores, que ficaram ofendidos com o comercial. 

No vídeo, Luis Augusto é um presunto rejeitado. Os clientes sempre preferem o presunto Sadia no lugar.

A campanha é da F/Nazca Saatchi & Saatchi.

Mais de cem reclamações chegaram ao Conar.

O argumento é que o comercial estimula o bullying com as pessoas que se chamam Luis Augusto. 

Veja:

Muitos consumidores reclamaram nas páginas das redes sociais da marca, que teve de dar explicações.

A Sadia disse que, assim como filmes e outras obras de ficção avisam que "nomes e personagens são fictícios e qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência", o mesmo vale para os comerciais. 

O Conar deve julgar em setembro o caso da Sadia e pode optar pela alteração, manutenção ou até suspensão da campanha.