Preços de carros 0 km já subiram 13% no ano. Veja tabela

Modelos 2022 fecharam o terceiro trimestre com mais de 5% de alta nos preços
 (EXAME/Divulgação)
(EXAME/Divulgação)
R
Redação

Publicado em 19/10/2021 às 12:09.

Última atualização em 20/10/2021 às 10:21.

Os reajustes de preços dos carros continuam acontecendo no Brasil. De acordo com a KBB Brasil, empresa especializada em pesquisa de preços de veículos, os automóveis zero-quilômetro com ano modelo 2022 tiveram acréscimo médio de 2,59% em setembro. Com este resultado de setembro, os modelos 2022 já acumulam 13% de alta nos preços nestes nove meses do ano.

A variação média dos veículos zero-quilômetro com ano modelo 2021, grupo formado praticamente por carros de estoque atualmente, também avançou nos últimos três meses, fechando setembro com 0,31% de acréscimo. Nos nove primeiros meses do ano, os modelos 2021 ficaram 5,77%.

No mês passado, a média de variação dos preços dos carros novos ficou em 0,54%, superior ao resultado observado nos dois meses anteriores, o que demonstra que a tendência de aumentos, que tinha arrefecido no final do primeiro semestre, foi reforçada.

Variação acumulada de preços de veículos novos

Ano modelo 

Julho 

Agosto 

Setembro 

Acumulado 3º trimestre 

Acumulado do ano 

Total 

0,35%

0,23%

0,54%

1,12%

5,40%

2022 

1,78%

0,94%

2,59%

5,31%

12,99%

2021 

0,13%

0,23%

0,31%

0,67%

5,77%

Seminovos e usados

A mesma curva ascendente dos preços dos carros novos neste último trimestre se repete nos segmentos de seminovos e usados. Com relação aos automóveis com até três anos de uso, a alta acumulada foi de 1,37%, em média. Este grupo acumula 11,12% de aumento em nove meses,

O ano modelo 2018 foi o que mais contribuiu para a subida de preços no período, com média acumulada de 2,69% de alta nos últimos três meses e 14,87% de aumento nos últimos nove meses.

Variação acumulada de preços de veículos seminovos (até três anos de uso)

Ano modelo 

Julho 

Agosto 

Setembro 

Acumulado 3º trimestre 

Acumulado do ano 

Total 

-0,52%

0,92%

0,97%

1,37%

11,12%

2021 

-0,71%

0,97%

0,56%

0,82%

8,36%

2020 

-0,66%

0,47%

0,76%

0,57%

8,30%

2019 

-0,77%

0,94%

1,23%

1,40%

12,98%

2018 

0,04%

1,32%

1,33%

2,69%

14,87%

Usados (de quatro a dez anos de uso)

Já no caso dos veículos “usadões” (de quatro a dez anos de uso), a variação média acumulada entre julho e setembro foi de 3,84%, sendo o ano modelo 2012 o mais “inflacionado”, com 4,17% de aumento médio no período.

Este é o segmento de veículos que mais subiu de preço relativamente, uma vez que a média de reajuste acumulado do ano já alcança 16,88%, com os modelos 2011 quase superando a barreira dos 20% de aumento total (já chegaram a 19,04% de acréscimo em nove meses).

Variação acumulada de preços de veículos seminovos (de quatro a dez anos de uso)

Ano modelo 

Julho 

Agosto 

Setembro 

Acumulado 3º trimestre 

Acumulado do ano 

Total 

0,81%

1,46%

1,57%

3,84%

16,88%

2017 

0,81%

0,71%

2,52%

4,04%

16,25%

2016 

0,47%

0,94%

1,65%

3,06%

14,35%

2015 

0,54%

1,06%

1,69%

3,29%

16,76%

2014 

0,02%

1,07%

1,34%

2,34%

15,80%

2013 

0,99%

1,88%

1,27%

4,14%

17,29%

2012 

0,69%

2,73%

0,75%

4,17%

17,93%

2011 

-0,07%

3,15%

0,95%

4,03%

19,04%

A KBB Brasil utiliza tecnologias de análise de dados e big data para produzir os levantamentos de precificação de veículos novos e usados. O processamento é realizado por um algoritmo alimentado semanalmente por uma base com mais de 800.000 informações de preços de diferentes fontes do mercado. Além disso, todos os dados são avaliados diariamente por uma equipe de especialistas. Todos os preços da KBB Brasil são públicos e podem ser consultados gratuitamente no site.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.