Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Os estabelecimentos e cidades que dão mais cashback, segundo a BeBlue

Dinheiro de volta busca aumentar poder de consumo do consumidor enquanto oferece ao estabelecimento a possibilidade de adquirir mais clientes e fidelizá-los
Cédulas de reais: combustíveis devolvem mais dinheiro aos consumidores, mas restaurantes dão porcentagem maior (Priscila Zambotto/Getty Images)
Cédulas de reais: combustíveis devolvem mais dinheiro aos consumidores, mas restaurantes dão porcentagem maior (Priscila Zambotto/Getty Images)
D
Da redação

Publicado em 23/10/2019 às 18:06.

Última atualização em 24/10/2019 às 11:36.

São Paulo - Os postos de gasolina devolvem mais dinheiro aos consumidores. Só em 2019 esse tipo de estabelecimento distribuiu mais de 5 milhões de reais em cashback, segundo levantamento da Beblue, fintech brasileira de pagamentos.

Em segundo lugar no ranking aparecem os restaurantes, com aproximadamente 1 milhão de reais de cashback distribuído neste ano. Apesar de estar em segundo lugar no ranking de valor distribuído, os restaurantes são os que dão, em média, maior porcentual de cashback, o equivalente a 7,8% do valor da compra.

Já entre as cidades que mais distribuem cashback estão Ribeirão Preto e Santos, em São Paulo, e Rio Verde, em Goiás.

O objetivo do cashback é aumentar poder de consumo do consumidor enquanto oferece ao estabelecimento a possibilidade de adquirir mais clientes e fidelizá-los.

Em três anos a Beblue já devolveu mais de 130 milhões de reais aos seus 3.5 milhões de usuários em 16 mil estabelecimentos comerciais localizados em 10 estados brasileiros. Os dados levantados correspondem ao período de 1º de janeiro de 2019 a 25 de setembro de 2019.

Veja abaixo o levantamento completo da Beblue:

Tipos de estabelecimentos que mais devolvem dinheiro

Categoria Cashback em 2019 Participação
Combustível R$  5,426,735.49 61,30%
Restaurantes  R$  1,035,630.82 11,70%
Supermercados  R$      911,424.26 10.3%
Bares e Lanchonetes  R$      373,867.37 4.2%
Conveniência de posto R$      233,923.47 2.6%
Farmácias R$        98,964.72 1.1%
Docerias R$        71,456.76 0.8%
Carros e serviços automotivos R$        69,422.49 0.8%
Sorveterias R$        62,982.06 0.7%
Bem estar e Beleza  R$        44,966.24 0.5%

Tipos de estabelecimento que dão maior porcentagem de cashback

Categoria Cashback médio
Restaurantes 7.8%
Bares e Lanchonetes 7.6%
Sorveterias 6.8%
Conveniência de posto 6.6%
Carros e serviços automotivos 6.0%
Docerias 5.4%
Farmácias 4.8%
Produtos diversos 4.8%
Combustível 2.3%
Supermercados 1.0%

As cidades que mais devolvem dinheiro ao consumidor

Cidade Cashback 2019
Ribeirão Preto  R$  793,615.48
Santos  R$  675,485.13
Rio Verde  R$  586,953.02
Uberlândia  R$  469,218.90
Presidente Prudente  R$  433,170.74
Campo Grande  R$  283,505.98
Bragança Paulista  R$  274,468.60
Votuporanga  R$  251,283.19
Franca  R$  246,710.38
Mogi das Cruzes  R$  245,006.27

As cidades com mais estabelecimentos cadastrados

Cidade Número de estabelecimentos
Ribeirão Preto 172
São Paulo 136
Rio Verde 105
Campo Grande 91
Santos 87
Belo Horizonte 81
Brasília 73
Uberlândia 72
Curitiba 68
Goiânia 67

Como funciona

A BeBlue é apenas uma das empresas de cashback que operam no mercado. Entre outras empresas que dão esse tipo de recompensa ao consumidor, estão Mooba, Sli, Compra e Volta, Poup, Cashola e Méliuz. Também existem carteiras digitais, como o PicPay, que oferecem o tipo de recompensa, além de cartões de crédito e até aplicativos de delivery, como o iFood.

Cada empresa tem regras próprias, mas atuam de forma semelhante. Algumas oferecem mais opções de lojas parceiras e também podem oferecer maior flexibilidade para uso da recompensa. São dois pontos que devem ser observados pelo consumidor.

Na BeBlue, o app oferece recompensas em compras em lojas físicas com cartões Visa ou Mastercard. Basta escolher a cidade para buscar estabelecimentos parceiros e visualizar promoções. Ao realizar a compra, deve-se informar o CPF para receber parte do dinheiro de volta.

A porcentagem de cashback vai para a conta do comprador quando a transação é realizada. Mas o dinheiro recebido só pode ser usado em novas compras nas lojas cadastradas.