MP amplia margem do empréstimo consignado de 35% para até 40%

Além dos aposentados e pensionistas do INSS, a MP autoriza que cidadãos que recebem benefícios assistenciais ou que participem do programa Auxílio Brasil também tenham acesso ao empréstimo com juros mais baixos
De acordo com as estimativas do governo federal, a medida vai atingir 52 milhões de pessoas e injetar R$ 77 bi na economia (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
De acordo com as estimativas do governo federal, a medida vai atingir 52 milhões de pessoas e injetar R$ 77 bi na economia (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 17/03/2022 às 17:41.

Medida Provisória que será assinada nesta quinta-feira, 17, amplia a margem de empréstimo consignado dos atuais 35% do valor do benefício para até 40%. De acordo com o governo, além dos aposentados e pensionistas do INSS, a MP autoriza que cidadãos que recebem benefícios assistenciais (BPC/LOAS) ou que participem do programa Auxílio Brasil também tenham acesso ao empréstimo com juros mais baixos.

De acordo com as estimativas do governo federal, a medida vai atingir 52 milhões de pessoas e injetar R$ 77 bi na economia.

"De acordo com a medida, o porcentual máximo de consignação será de 40%, sendo que 5% poderão ser destinados para a amortização de despesas contraídas na modalidade de cartão de crédito ou cartão de benefícios (consignado) ou com a finalidade de saque por meio do cartão de crédito. O beneficiário terá mais poder de escolha", explicou o Ministério do Trabalho e Previdência em nota.

Veja Também

Jeeves lança cartão de crédito corporativo no Brasil
Minhas Finanças
Há 17 horas • 4 min de leitura

Jeeves lança cartão de crédito corporativo no Brasil