Invest

Meu pai morreu e não me registrou. Como peço o exame de DNA para participar do inventário?

Especialista responde dúvida de leitores; envie você também suas perguntas

Marcelo Tapai: 'para que o filho não registrado tenha direito à herança, primeiramente é necessário o reconhecimento de paternidade' (Mohamed ABDIWAHAB/AFP)

Marcelo Tapai: 'para que o filho não registrado tenha direito à herança, primeiramente é necessário o reconhecimento de paternidade' (Mohamed ABDIWAHAB/AFP)

Marcelo Tapai
Marcelo Tapai

Especialista em Direito Imobiliário

Publicado em 23 de outubro de 2023 às 14h16.

Dúvida do leitor: Meu pai morreu e não me registrou. Durante um tempo, pagou pensão alimentícia, e no recibo manual declarava que eu era sua filha, com sua assinatura. Agora para que eu possa participar do inventário, preciso fazer o exame de DNA. Este exame pode ser feito com meu irmão por parte de mãe e pai? O que devo fazer?

Para que o filho não registrado tenha direito à herança, primeiramente é necessário o reconhecimento de paternidade.

Caso o suposto pai já tenha falecido, o filho deve entrar com Ação de Investigação de Paternidade Post Mortem, para fazer prova dessa condição de herdeiro.

É comum solicitar o exame de DNA para parentes do falecido, ou seja, em pessoas que guardem vínculo genético com o mesmo, no intuito de comprovar a ligação sanguínea com o filho não registrado. Porém, se a família se negar a fazer, a lei permite se valer de outros meios para provar o vínculo, através de provas testemunhais ou documentais.

Caso seja comprovado o parentesco, o nome do pai biológico será incluído na certidão de nascimento do filho e assim, poderá pedir em juízo sua parte da herança.

Tem alguma dúvida sobre direito de família? Envie suas perguntas para exameinvest@exame.com

Mais notícias sobre:

Acompanhe tudo sobre:DNAFamíliaDireito familiar

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2729; prêmio é de R$ 47 milhões

As despesas médicas que podem ser deduzidas na declaração do Imposto de Renda

Auxílio Reconstrução de R$ 5,1 mil: moradores do RS devem confirmar dados a partir de segunda-feira

Por que Argentina de Milei tem animado o mercado, apesar de inflação recorde e retração

Mais na Exame