Febraban realiza mutirão para renegociação de dívidas com bancos

Entre os dias 7 e 31 de março, os consumidores poderão negociar suas dívidas com os bancos
O consumidor pode optar por negociar com a instituição credora dentro da plataforma ConsumidorGovB (boonchai wedmakawand/Getty Images)
O consumidor pode optar por negociar com a instituição credora dentro da plataforma ConsumidorGovB (boonchai wedmakawand/Getty Images)
Por Da redaçãoPublicado em 04/03/2022 14:08 | Última atualização em 04/03/2022 15:31Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Entre os dias 7 e 31 de março, os consumidores poderão negociar suas dívidas com os bancos no mutirão realizado pela Federação dos Bancos (Febraban) em parceria com o Banco Central, Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e Procons de todo o país.

O foco do mutirão são pessoas físicas com dívidas que não possuem bens dados em garantia; que estejam em atraso e em nome de uma pessoa natural; e tenham sido contraídas de bancos ou financeiras.

“O mutirão nacional é uma ação conjunta que não apenas contribui para o reequilíbrio orçamentário das famílias, mas, principalmente, promove a educação financeira, que é fundamental para que o consumidor consiga evitar o endividamento de risco, tenha mais informações sobre produtos e serviços bancários e melhore sua saúde financeira”, afirmou Isaac Sidney, presidente da Febraban.

Como participar

O consumidor pode optar por negociar com a instituição credora dentro da plataforma ConsumidorGovBr, ou diretamente com os canais digitais de negociação dos bancos.

Na plataforma, o consumidor encontra um modelo de reclamação no qual pode se basear para redigir a sua solicitação. O banco tem o prazo de dez dias para analisar o pedido e apresentar uma proposta.