Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

10 sites e apps para comprar material escolar mais barato

Site EXAME recomenda ferramentas que podem ajudar a comprar, vender e trocar livros e materiais de segunda mão, comparar preços e usar cupons

Modo escuro

Material escolar: Preço do mesmo produto varia até 260% em São Paulo, segundo o Procon (seb_ra/Thinkstock)

Material escolar: Preço do mesmo produto varia até 260% em São Paulo, segundo o Procon (seb_ra/Thinkstock)

J
Júlia Lewgoy

Publicado em 13 de janeiro de 2018, 05h00.

Última atualização em 13 de janeiro de 2018, 05h00.

São Paulo - Chegou a época em que as crianças piram para escolher a mochila e o caderno do ano para a escola. Enquanto isso, pais se preocupam com os preços dos materiais escolares, que variam até 260% para o mesmo produto em São Paulo, segundo o Procon.

Por isso, reaproveitar itens em bom estado, pesquisar preços e antecipar as compras são lições fundamentais para economizar, como recomenda o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Para ajudar nessa missão, a seguir, o site EXAME recomenda sites que podem ajudar a comprar e vender livros e materiais de segunda mão. Também sugere ferramentas que ajudam a trocar itens, comparar preços e usar cupons de desconto para economizar nos materiais.

Para comprar e vender livros e materiais usados

A melhor forma de comprar e vender livros didáticos usados é à moda antiga: diretamente com os pais das crianças das séries acima na escola. Procure se informar se o colégio vai realizar alguma feira ou se há um grupo de pais no Facebook ou no WhatsApp.

Se não funcionar, o site Estante Virtual conecta compradores e vendedores de livros usados, em média, 52% mais baratos do que nas livrarias. Para vender livros usados dos seus filhos, o site cobra uma mensalidade a partir de 49,90 reais e uma tarifa mínima de 2 reais por pedido.

O Livronauta também é uma alternativa para comprar livros didáticos de sebos de todo o Brasil, à venda online.

No Mercado Livre, além de livros, dá para comprar e vender mochilas, estojos e outros materiais usados. O anúncio pode ser grátis ou custar 11% do preço final do produto, conforme o modelo.

No OLX, também dá para comprar e vender livros usados, mochilas de segunda mão e o que mais os pais desejarem. Os anúncios são gratuitos, mas há a possibilidade de pagar para que os seus produtos tenham mais visibilidade.

Para trocar livros e materiais

O Yzye é um aplicativo especializado em troca, compra e venda de livros didáticos usados. A ideia do app é criar uma comunidade em sua escola ou universidade, para que todos economizem. Os usuários podem trocar mensagens na própria plataforma.

Grupos de troca, doação e venda no Facebook também são aliados na hora de adquirir livros didáticos, material escolar e até uniformes.

Para pesquisar preços de materiais

Os sites comparadores de preços na internet facilitam as buscas para comprar material escolar pela internet.

O Zoom mostra o preço mais baixo do mesmo produto e disponibiliza gráficos do histórico de preços dos produtos, para o consumidor conferir se a loja aumentou o preço de propósito antes do início das aulas. O consumidor também pode cadastrar o produto desejado e o valor que pretende pagar por ele e, se o preço for atingido, o usuário é avisado por email.

O JáCotei possibilita instalar uma extensão no seu navegador Chrome, que, quando o consumidor acessa uma loja online,  a ferramenta alerta se há o mesmo produto com preço mais baixo em outra loja.

No Sua Lista Escolar, pais podem enviar a lista de materiais dos filhos, e o site encaminha uma pesquisa catalogada, com os produtos disponíveis de diferentes marcas e preços.

Vale lembrar, no entanto, que é preciso incluir o valor do frete nas comparações, para o barato não sair caro.

Para usar cupons de desconto

É possível comprar materiais escolares pela internet usando códigos promocionais que dão entre 10% e 20% de desconto. Os sites Cuponomia e Buscadescontos oferecem cupons de desconto em lojas como Amazon, Submarino, Kalunga, Saraiva e Americanas.com. Os sites dessas grandes varejistas criam seções específicas para vender materiais escolares nesta época do ano.

Além de cupons de desconto, o site de cashback Méliuz oferece parte do dinheiro de volta na compra de materiais escolares. Para ter direito ao cashback, o consumidor precisa se cadastrar na plataforma, gratuitamente. Depois, é só procurar a loja que deseja e fazer a compra normalmente. O estabelecimento avisa o Méliuz sobre a transação e, em até 60 dias, o valor é devolvido.

Últimas Notícias

ver mais
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 57 milhões; veja como apostar
seloMinhas Finanças

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 57 milhões; veja como apostar

Há 8 horas
Mega-sena: confira o resultado do concurso 2596, de R$ 45 milhões
seloMinhas Finanças

Mega-sena: confira o resultado do concurso 2596, de R$ 45 milhões

Há um dia
Fiz um contrato de aluguel de 30 meses, mas após um ano tenho que sair do imóvel. Vou pagar multa?
seloMinhas Finanças

Fiz um contrato de aluguel de 30 meses, mas após um ano tenho que sair do imóvel. Vou pagar multa?

Há um dia
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado em R$ 45 milhões; veja como apostar
seloMinhas Finanças

Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado em R$ 45 milhões; veja como apostar

Há um dia
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais