JBS, Eletrobras, Oi, desemprego americano e o que mais move o mercado

Bolsas da Europa avançam, enquanto índices americanos operam próximos da estabilidade à espera de dados do ADP
JBS: EUA, UE e Reino Unido querem investigar práticas da companhia | Foto: Ueslei Marcelino/Reuters (Ueslei Marcelino/Reuters)
JBS: EUA, UE e Reino Unido querem investigar práticas da companhia | Foto: Ueslei Marcelino/Reuters (Ueslei Marcelino/Reuters)
Por Guilherme GuilhermePublicado em 05/01/2022 08:09 | Última atualização em 05/01/2022 11:51Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O mercado internacional abriu em tom levemente positivo nesta quarta-feira, 5. Nesta manhã, as principais bolsas da Europa avançam, impulsionando o Stoxx 600 para próximo de sua máxima histórica. Já nos Estados Unidos, os índices futuros operam entre ganhos e perdas, após o Dow Jones ter firmado um novo recorde de fechamento no último pregão. 

Apesar da alta do Dow Jones, o índice Nasdaq caiu mais de 1% na terça-feira, 4, pressionado por temores sobre aperto monetário por parte do Federal Reserve, enquanto investidores seguem otimistas com o crescimento econômico. 

Na véspera, a queda reverberou sobre o setor de tecnologia brasileiro, com Locaweb (LWSA3) caindo mais de 6% e Banco Inter (BIDI11), quase 14%. 

Com o sobe e desce do mercado, seu dinheiro não pode ficar exposto. Aprenda como investir melhor.

No radar desta quarta, investidores aguardam pelos dados de empregos privados da maior economia do mundo, que serão divulgados às 10h15 pelo ADP. A expectativa é de que seja revelada a criação de 400.000 postos em dezembro, abaixo dos 534.000 do mês anterior. 

O número, que já incorpora a recente explosão de novos casos de covid nos Estados Unidos, deve servir para balizar as expectativas para sexta-feira, 7, quando serão divulgados os dados oficiais do mercado de trabalho americano, o payroll

Na agenda de Wall Street ainda está o Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços americano, que deve ficar em 57,5 pontos, segundo o consenso entre economistas. 

Por aqui, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga às 9h o Índice de Preços ao Produtor (IPP) referente ao mês de novembro. 

JBS

Após apresentar um plano de escrutínio às maiores produtoras de carne dos Estados Unidos, representantes do governo americano se uniram com a União Europeia e o Reino Unido para fazer um pedido de investigação sobre a JBS (JBSS3), sua controladora J&F e suas subsidiárias na Europa e Estados Unidos, segundo a Bloomberg Law

Segundo declaração conjunta obtida pela Bloomberg, a ideia é avaliar possíveis práticas contrárias à competição no setor e “abusos que podem danificar permanentemente a cadeia de abastecimento de alimentos”. Na segunda-feira, 3, quando o governo de Joe Biden lançou a ofensiva sobre o setor, as ações da JBS despencaram 4,22%.

Eletrobras

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irá realizar uma audiência pública às 10h desta quarta sobre a privatização da Eletrobras (ELET3/ELET6). A audiência vai até às 17h. O objetivo, segundo nota do governo, é "prestar informações ao público, bem como receber sugestões e contribuições, dando publicidade ao processo de desestatização e garantindo ampla participação e controle da sociedade”.

O projeto que prevê a privatização da Eletrobras foi aprovado no ano passado e, de acordo com os termos acordados, deve ocorrer via oferta subsequente de ações (follow-on) de modo a diluir a participação do governo na companhia. 

Oi 

O Conselho de Administração da Oi (OIBR3/OIBR4) aprovou a convocação da Assembleia Geral de Acionistas para o dia 27 de janeiro para discutir a incorporação da Oi Móvel. Como resultado, a Oi Móvel deve ser extinta, com seu patrimônio, avaliado em 1 bilhão de reais, incorporado pelo patrimônio da companhia. 

Como a empresa já detém 100% das ações da Oi Móvel, a Oi não terá seu capital social alterado e nem haverá diluição da participação de seus acionistas.