Ibovespa cai influenciado por risco fiscal, exterior e queda das commodities

Índice segue humor dos mercados internacionais, que seguem preocupados com uma possível recessão
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
Carlo Cauti
Carlo CautiPublicado em 30/06/2022 às 11:01.

Ibovespa hoje: o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) opera em queda nesta quinta-feira, 30, seu terceiro pregão consecutivo no vermelho.

O Ibovespa está seguindo o humor dos mercados internacionais, com as Bolsas de Valores na Ásia e na Europa que operam em forte queda.

Além dos mercados internacionais, os investidores brasileiros estão de olho no cenário fiscal doméstico.

Isso pois a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Combustíveis (16/2022) pelo Senado Federal, que decreta o estado de emergência até o final do ano para ampliar o pagamento de benefícios sociais, foi postergada para hoje.

A PEC prevê um gasto de R$ 38 bilhões para expandir os pagamento de:

  • Auxílio Brasil (que passaria de R$ 400 para R$ 600)
  • Vale-gás de cozinha
  • Auxílio mensal aos caminhoneiros
  • Subsídio para idosos em transportes públicos
  • Compensação aos estados que concederem créditos tributários para o etanol

O temor dos investidores é que esse gasto adicional, que irá ser contabilizado fora do Teto de Gastos, piore ainda mais as contas públicas brasileiras, contribuindo para um aumento ulterior da inflação. A PEC irá a plenário no Senado a partir das 16h.

EUA e commodities em queda

Os principais índices americanos recuam nesta quinta, em mais um pregão marcado por preocupações quanto a uma possível recessão global. O temor é que a economia pague o preço à medida que os bancos centrais elevam os juros para conter a inflação. 

Na véspera, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, e a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, alertaram que a inflação deve continuar alta além do esperado.

  • Dow Jones (Nova York): - 1,68%
  • S&P 500 (Nova York): -1,61%
  • Nasdaq (Nova York): - 1,98%

As commodities também reagem à ameaça de recessão, com investidores preocupados com a demanda. O preço do petróleo tipo Brent cai -1,20%, para US$ 114 o barril, prejudicando as ações da Petrobras (PETR3; PETR4), que caem mais de 1%.

Por sua vez, o minério de ferro recuou 0,42% na bolsa chinesa de Dalian, e a Vale (VALE3) também acabou sendo afetada, com os papéis da mineradora recuando cerca de 3%. 

No câmbio, a conjuntura desfavorável dos mercados internacionais acaba afetando o real, que se desvalorizou frente ao dólar em 1,39%, chegando em R$ 5,25 na máxima. Ao longo do dia, no entanto, a moeda americana perdeu força.

  • Dólar comercial:  + 0,02%, a R$ 5,19

Destaques de ações

O destaque do dia fica com as ações da Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3), que anunciaram nesta quinta-feira a combinação de suas operações.

As ações da Fleury sobem mais de 15%, enquanto as ações da Hermes Pardini sobem mais de 20% fora do Ibovespa.