Foguete espacial da SpaceX, de Elon Musk, explode durante teste

Segundo as autoridades americanas, não houve feridos no acidente, que envolveu os lançadores da espaçonave Starship de última geração
 (NASA/Exame)
(NASA/Exame)
Carlo Cauti
Carlo Cauti

Publicado em 12/07/2022 às 12:13.

Última atualização em 12/07/2022 às 12:16.

Um foguete de propulsão espacial desenvolvido pela SpaceX explodiu na noite da última segunda-feira, 11, na instalação de desenvolvimento de Boca Chica, no Texas.

Segundo as autoridades americanas, não houve feridos no acidente, que envolveu os lançadores da espaçonave Starship de última geração, desenvolvidos pela SpaceX.

O teste estava sendo realizado usando uma versão protótipo do foguete Super Heavy que a empresa espacial está desenvolvendo, e estava sendo transmitido ao vivo pelo canal da NASA Spaceflight.

O teste foi projetado especificamente para girar os motores para uma prévia de como seria a sequência de inicialização antes de um lançamento real.

O CEO da SpaceX, Elon Musk, foi o primeiro a twittar sobre o acidente.

Musk escreveu que o teste "claramente desastroso" havia "terminado da maneira esperada".

Entretanto, esse tweet foi rapidamente excluído e Musk reconheceu que o teste “não foi bom”.

Os desafios durante os testes de espaçonaves não são incomuns, pois as de engenheiros trabalham para preparar os veículos para voos em órbita.

Musk escreveu em outro tweet que o combustível criogênico, um tipo de propulsor mantido em temperaturas muito baixas, cria um desafio adicional, “pois evapora e cria assim um risco de explosão do combustível”.

Não ficou imediatamente claro o que a explosão de segunda-feira significaria para os planos da empresa de lançar a Starship no espaço.

Primeiros testes da SpaceX ainda este ano

O programa Starship pretende realizar seu primeiro teste de voo orbital este ano, embora este incidente possa atrasar ainda mais um cronograma que já enfrentou vários problemas.

Cerca de um mês atrás, a SpaceX informou através de um tweet que estava “um passo mais perto” dessa missão, depois que a Administração Federal de Aviação Americana (FAA) concedeu a autorização para realizar tais operações, desde que atendesse a uma série de condições.

Além de trabalhar no Starship, a SpaceX está realizando outros lançamentos, a maioria dos quais de seus próprios satélites Starlink, posicionados em órbitas relativamente próximas da Terra usando seus foguetes Falcon 9.