O que é Superávit Primário?

Superávit primário é algo que se ouve com frequência nas notícias, mas nem todas as pessoas sabem o que isso significa
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 16/07/2022 às 11:00.

Última atualização em 05/08/2022 às 14:15.

Superávit primário é algo que se ouve com frequência nas notícias, mas nem todas as pessoas sabem o que isso significa.

Sendo assim, entender o que é superávit primário e como ele funciona vai ajudar muito a vida de quem quer começar a investir.

O que é Superávit Primário?

Superávit Primário é um processo econômico no qual o governo consegue arrecadar mais do que gasta e, com isso, pagar os juros da dívida pública. Para isso, o governo deve diminuir suas despesas e conseguir arrecadar mais dinheiro.

Vale notar que o governo possui várias formas de receitas, como taxas, impostos, contribuições sociais, dividendos das empresas nas quais tem participação e outras fontes. 

Por outro lado, o governo também precisa arcar com diversos gastos de sua população, como saúde, educação, segurança, saneamento básico, programas sociais, folha de pagamento de estatais e muitos outros. 

Sendo assim, para entender o que é superávit primário, basta compreender que ele consiste na arrecadação do governo menos as suas despesas para manter as próprias operações.

Esse processo econômico impacta muito o mercado de investimentos. O mercado de renda fixa é o que tem mais impacto direto por causa da mudança nos juros.

Como funciona o Superávit Primário?

Em primeiro lugar, quando o resultado primário é positivo, tem-se o superávit primário. Ou seja: o governo conseguiu dinheiro o suficiente para arcar com suas despesas naquele período.

Por outro lado, se o resultado primário der um valor negativo, tem-se então o que se chama de déficit primário. Assim, o governo precisa de mais dinheiro para manter suas operações.

Sendo assim, o governo pode cobrir o déficit em suas contas emitindo títulos públicos para captar dinheiro, prometendo uma certa rentabilidade após algum tempo. No Brasil, esses títulos voltados ao investidor individual chamam-se Tesouro Direto.

Com um déficit público, os investidores costumam exigir maiores taxas de juros para comprar esses títulos. Isso pode gerar ainda mais dívidas pro governo, que deve conter seus gastos.

Para que serve o Superávit Primário?

O superávit primário é muito importante para que o governo mantenha suas contas em dia e não se endivide. Assim, ele pode manter suas atividades sem maiores problemas.

Além disso, um país que cumpre seus gastos de forma adequada é bem visto por investidores, podendo atrair capital institucional para o país.

Dessa forma, quando se pergunta para que serve o superávit primário, basta entender que sua função de controlar os gastos governamentais pode ser uma forma de melhorar a economia ao longo dos anos.

Por outro lado, caso ele não consiga esse resultado, precisará emitir títulos públicos com taxas elevadas para atrair investidores.

Sendo assim, ele terá ainda mais gastos no futuro. Isso pode gerar uma onda de dívida pública incontrolável, levando o país a uma situação econômica muito prejudicial.

Além disso, a taxa de juros pode aumentar e fazer com que empresários não consigam capital para manter suas operações e crescê-las, pois vai ser mais atraente manter o dinheiro nesses títulos públicos.

O Brasil, por exemplo, possui um juros historicamente muito alto, o que pode prejudicar os investidores que gostam de alocar capital na renda variável.

Entretanto, países como os EUA e os da Europa possuem, em geral, taxas de juros muito baixas, o que estimula empreendimentos e faz crescer a economia, gerando um ciclo virtuoso.

Qual a diferença entre Superávit Primário, Nominal e Comercial?

O superávit primário, como já foi abordado, é quando o governo arrecada mais do que gasta antes de considerar a dívida pública do país.

Entretanto, há também o superávit nominal, que é quando o governo arrecada mais do que os seus gastos mesmo considerando os juros da dívida. Ou seja: com esse superávit, é possível reduzir parte da dívida.

Por fim, o superávit comercial acontece quando a balança comercial de um país é favorável. Ou seja: quando ele exporta mais produtos e serviços do que importa.

Sendo assim, o ideal é que o governo consiga todos esses três tipos de superávits, mantendo assim uma boa saúde financeira que pode trazer desenvolvimento ao país, com o crescimento de fundos de investimento, ações e outros ativos para o investidor.

Você ainda tem questões sobre o superávit primário e a sua importância para a economia? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

O que é taxa Selic?
O que é IPCA acumulado?
O que é IOF?

Veja Também

O que é tape reading e como funciona?
Guia
Há um dia • 4 min de leitura

O que é tape reading e como funciona?

As 10 maiores empresas do mundo [2022]
Guia
Há 2 dias • 6 min de leitura

As 10 maiores empresas do mundo [2022]

O que são rendimentos tributáveis?
Guia
Há 5 dias • 6 min de leitura

O que são rendimentos tributáveis?

Como resgatar caderneta de poupança antiga?
Guia
Há 6 dias • 6 min de leitura

Como resgatar caderneta de poupança antiga?

7 investimentos isentos de imposto de renda
Guia
Há uma semana • 6 min de leitura

7 investimentos isentos de imposto de renda

O que é Fan Token e como funciona?
Guia
Há 2 semanas • 5 min de leitura

O que é Fan Token e como funciona?