Acompanhe:

Leilão de Ações: O que é, como funciona e para que serve

É fundamental entender mais sobre o funcionamento de um leilão de ações para quem deseja alocar seu capital na bolsa de valores

 (Getty/Getty Images)

(Getty/Getty Images)

D
Da Redação

13 de janeiro de 2023, 12h27

Leilão de ações é o nome de um mecanismo muito importante para o mercado de capitais, sendo praticado em várias bolsas de valores pelo mundo.

Portanto, é fundamental entender mais sobre o funcionamento de um leilão de ações para quem deseja alocar seu capital na bolsa de valores.

O que é leilão de ações?

Um leilão de ações é uma forma de negociação de ações na bolsa de valores. Ele ocorre quando uma empresa decide emitir novas ações e colocá-las à venda no mercado, ou quando acionistas existentes decidem vender suas ações.

Sendo assim, através desse mecanismo, as ações são vendidas e os investidores oferecem lances para comprá-las. O preço final é determinado pelo maior lance oferecido e as ações são vendidas de acordo com os lances mais altos.

Os leilões de ações são realizados em bolsas de valores, como a B3 no Brasil e a New York Stock Exchange (NYSE) nos Estados Unidos – além de outras pelo mundo.

Esse procedimento ocorre através de uma corretora de valores, em que é possível negociar esses ativos em busca de oportunidades de negócios.

Por isso, é importante saber o que é leilão de ações e como ocorre seu funcionamento (assim como entender mais o motivo deste tipo de negociação acontecer).

Como funciona um leilão de ações?

Existem dois tipos principais de leilões de ações: o leilão primário e o leilão secundário. Seu mecanismo de funcionamento varia em detalhes importantes.

No leilão primário, uma empresa emite novas ações e as vende a investidores pela primeira vez. Esse é o processo por meio do qual uma empresa se torna pública e obtém capital para financiar seus projetos.

Por outro lado, no leilão secundário, os acionistas existentes vendem suas ações para outros investidores. Esse é o processo pelo qual as ações de uma empresa já pública são negociadas entre investidores.

Para participar de um leilão de ações, é necessário se cadastrar em uma corretora de valores e ter uma conta de negociação. A corretora fornece acesso à plataforma de negociação da bolsa de valores e permite que o investidor faça lances e negocie ações.

Os leilões de ações são importantes porque permitem que as empresas obtenham capital para financiar seus projetos e cresçam, gerando rentabilidade aos acionistas.

Por fim, esse mecanismo também oferece uma oportunidade para os investidores comprar ações de empresas de capital aberto e potencialmente obter retornos financeiros.

O que é Leilão extraordinário de ações?

Um leilão extraordinário de ações é um tipo especial de leilão secundário, no qual uma grande quantidade de ações é colocada à venda de uma só vez. Como o próprio nome sugere, é um procedimento que não ocorre com frequência.

É possível que isso ocorra por conta de problemas financeiros da empresa ou quando um acionista majoritário (como um fundo de investimento ou um banco), decide vender uma grande quantidade de suas ações.

De fato, um leilão extraordinário de ações pode ter um impacto significativo no preço das ações e na liquidez do mercado.

Isso ocorre porque uma grande quantidade de ações é colocada à venda de uma só vez, o que pode levar a uma queda no preço das ações devido à oferta excessiva.

Leilão extraordinário de ações da Americanas

Um episódio de destaque em que ocorreu um leilão extraordinário foi quando as ações das Americanas (AMER3) teve suas ações negociadas por esse mecanismo por conta do descobrimento de mais de R$20 bilhões em dívidas da empresa.

Durante o acontecimento do leilão extraordinário, o valor das ações dessa grande empresa do varejo chegou a cair cerca de 90%, refletindo também no preço de outras companhias relevantes do varejo brasileiro, como Magazine Luiza e Via Varejo.

Como funciona o Leilão Extraordinário de Ações?

Além de causar uma queda brusca no preço das ações, o leilão pode levar a uma diminuição na liquidez do mercado, já que muitas ações estão sendo vendidas ao mesmo tempo.

Por essa razão, os leilões extraordinários de ações geralmente são realizados com algum tipo de mecanismo de proteção, como um "piso de preço" ou "lote mínimo".

Isso significa que as ações só serão vendidas se o preço for igual ou superior a um preço estabelecido, ou se houver um número mínimo de compradores interessados.

Por fim, os leilões extraordinários de ações também podem ser utilizados como uma forma de "desinvestimento" por parte de acionistas majoritários.

Isso significa que eles estão vendendo suas ações na empresa para obter retornos financeiros ou para reduzir sua exposição ao risco. É um procedimento muito comum entre fundos de private equity e venture capital, por exemplo.

Qual a diferença entre Leilão extraordinário de Ações e Circuit Breaker?

De fato, Leilão extraordinário de ações e circuit breaker são conceitos diferentes relacionados à negociação de ações na bolsa de valores, muito embora diversas pessoas confundam os termos.

Em primeiro lugar, como dito anteriormente, Um leilão extraordinário de ações é um tipo de leilão secundário em que se coloca uma grade quantidade de ações de uma empresa à venda de uma só vez. 

Além disso, no leilão extraordinário, as negociações continuam a ocorrer, mas há um limite para o quanto a ação pode descer.

Por outro lado, o circuit breaker é um mecanismo de proteção utilizado para interromper temporariamente a negociação de ações em uma bolsa de valores, geralmente em caso de quedas significativas no preço das ações.

Sendo assim, este mecanismo é projetado para evitar uma queda acelerada no preço das ações e possíveis pânicos no mercado.

O circuit breaker é acionado quando o mercado cai em um determinado porcentual e isso pode ocorrer por diversos motivos, como notícias ruins sobre a empresa ou o mercado em geral, ou até mesmo rumores infundados.

Ou seja: em ambos os processos, há um mecanismo de controle para quedas muito elevadas. No entanto, no circuit breaker isso é válido para o mercado como um todo, enquanto no leilão extraordinário, é válido apenas para a ação negociada.

Você ainda tem dúvidas sobre o leilão de ações? Leia nossos outros artigos para aprender mais sobre o tema:

Quais são as ações mais baratas da bolsa?
O que é a taxa Selic?
O que é a bolsa de valores? E a B3?