Como é a tributação de criptomoedas?

Muitas pessoas não investem em ações, criptomoedas e até mesmo ativos de renda fixa por não saber como funciona o processo de tributação
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 18/08/2022 às 13:32.

Antes mesmo de começar a investir em criptomoedas, você deve estar atento sobre os principais detalhes, inclusive sobre a tributação que deve ser paga por estas aplicações. 

Quando falamos que os investidores também devem levar em conta a tributação e não apenas os lucros, muitas acabam por desistir. 

Isso mesmo, muitas pessoas não investem em ações, criptomoedas e até mesmo ativos de renda fixa por não saber como funciona o processo de tributação.

Desse modo, separamos todos os detalhes de como funciona a tributação de criptomoedas para que você não deixe de investir neste mercado.

A partir de qual valor investido em criptomoedas é necessário se preocupar com a tributação?

Para investimentos acima de R$ 5 mil em criptomoedas, já é necessário fazer a declaração no Imposto de Renda. 

Estes investimentos entram na categoria de bens e direitos. Para vendas acima de R$ 35 mil mensal, está sujeito a retenção de imposto de ganho sobre o capital.

Quanto pagar de imposto em criptomoedas?

Você deve pagar até 15% sobre o ganho líquido mensal no valor de até R$ 5 milhões. 

Além disso, para ganhos acima de R$ 5 milhões e abaixo de R$ 10 milhões, você deve pagar 17,5% sobre este ganho.

Já para ganhos acima de R$ 10 milhões e abaixo de R$ 30 milhões é necessário pagar até 20% sobre o ganho líquido mensal.

Não declarei criptomoedas, o que acontece?

Em muitos casos, quando o investidor não sabe sobre a importância de fazer a declaração, é muito comum não realizar este procedimento. Mas saiba que você pode ter “dor de cabeça” no futuro. 

Afinal, mesmo que não seja controlada por um órgão público, ao não realizar a declaração, o proprietário pode ter alguns problemas no momento de explicar ao governo de onde veio o aumento de patrimônio. 

Sendo assim, é importante saber como é a tributação da criptomoeda caso você tenha interesse em começar a investir.

Como declarar criptomoedas no Imposto de Renda?

As criptomoedas são ativos financeiros que devem ser declarados assim como qualquer outro investimento. 

Mas afinal, como declarar as criptomoedas? As criptos devem ser declaradas como “Bens e direitos”. No grupo 8 “Criptoativos”. 

Além disso, você deve utilizar como base o valor do ativo no momento em que você realizou a aquisição. Sendo assim, você não deve levar em consideração o valor do ativo que está no mercado durante a declaração. 

Muitas pessoas acabam errando neste momento, colocando o valor do ativo de acordo com o que está no mercado.

Desse modo, é importante que você leve em consideração diversos fatores e tenha muito cuidado com os principais detalhes, contar com um profissional para fazer a declaração sempre é o mais ideal. Pois evita diversos erros.

Não deixe de declarar suas criptomoedas no Imposto de Renda!

Visto que a criptomoeda deve ser declarada no Imposto de Renda, é importante ressaltar que quando você alcançar os valores mencionados, passe a realizar esta declaração. 

Além disso, é necessário que antes de começar qualquer tipo de investimento, você passe a estudar um pouco mais sobre o processo de tributação e o que é necessário declarar. 

Isso não pode deixar de ser algo importante no processo de investimentos e aplicações. 

Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

Tesouro Selic ou Tesouro IPCA: qual a melhor escolha?
O que é IOF?
O que é taxa Selic?