Argentina chega a acordo com a China e entra para a Nova Rota da Seda

Encontro em Pequim abriu caminho para os argentinos garantirem financiamento para mais de US$ 23,7 bilhões em investimentos e obras
 (Hector Vivas/Getty Images)
(Hector Vivas/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 06/02/2022 às 17:13.

Argentina e China fecharam acordo para a entrada do país sul-americano à iniciativa da Nova Rota da Seda, após encontro entre os presidentes Alberto Fernández e Xi Jinping neste domingo, dia 6, segundo informou o governo argentino em comunicado. Segundo a nota, a reunião abriu caminho para que os argentinos fechem acordos que garantiriam financiamento para mais de US$ 23,7 bilhões em investimentos e obras.

O encontro entre os líderes ocorreu em Pequim, durante a ocasião da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno deste ano. Uma das partes do financiamento previsto já foi acordada e tem aporte de US$ 14 bilhões, com foco em 10 projetos de infraestrutura. O segundo, que corresponde a cerca de US$ 9,7 bilhões do montante total, será utilizado para iniciar a atuação da Argentina na Nova Rota da Seda.

O comunicado oficial também aponta que Fernández e Xi Jinping discutiram "oportunidades para promover o investimento estrangeiro direto da China na Argentina", de forma a ampliar a oferta exportadora da nação sul-americana ao gigante asiático.