Inteligência Artificial

Por que só o iPhone 15 Pro terá a inteligência artificial da Apple?

As novas funções com inteligência artificial exigem um recurso que só os modelos mais recentes de iPhone possuem

Lançamento do Iphone 15 na Fifth Avenue - Apple Store, em Manhattan  (Leandro Fonseca /Exame)

Lançamento do Iphone 15 na Fifth Avenue - Apple Store, em Manhattan (Leandro Fonseca /Exame)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 24 de junho de 2024 às 10h42.

Última atualização em 24 de junho de 2024 às 14h11.

Tudo sobreApple
Saiba mais

Com o lançamento do iOS 18, iPadOS 18 e macOS Sequoia, a Apple trará aos consumidores o recurso Apple Intelligence, uma nova experiência de IA personalizada que utiliza modelos generativos de linguagem em larga escala diretamente no dispositivo para aprimorar a experiência do usuário no iPhone, iPad e Mac.

Quem vai vencer a corrida pela melhor IA?

Os novos recursos de IA exigem os modelos mais recentes de iPhone 15 Pro e iPhone 15 Pro Max para funcionar, enquanto apenas Macs e iPads com chips M1 ou superiores suportarão o Apple Intelligence. Desde o anúncio, muitos usuários questionam o motivo dessa limitação.

No evento The Talk Show Live From WWDC 2024, John Gruber, do Daring Fireball, questionou John Giannandrea, chefe de IA/aprendizado de máquina da Apple, Greg Joswiak, chefe de marketing, e Craig Federighi, chefe de engenharia de software, sobre essa questão. Giannandrea explicou que a execução desses modelos, chamada de inferência, é extremamente exigente em termos computacionais, necessitando de alto poder de processamento e largura de banda nos dispositivos.

Gruber perguntou se a limitação seria uma estratégia para vender novos iPhones, ao que Joswiak respondeu negativamente, ressaltando que, se fosse o caso, a empresa teria limitado a funcionalidade também aos iPads e Macs mais recentes.

Federighi acrescentou que a Apple sempre busca compatibilizar novos recursos com dispositivos mais antigos, mas no caso do Apple Intelligence, o hardware necessário é específico. Os modelos iPhone 15 Pro utilizam o chip A17 Pro, que possui um Neural Engine de 16 núcleos, até duas vezes mais rápido que o chip A16, realizando quase 35 trilhões de operações por segundo. Federighi sugeriu que a RAM é outro fator importante, já que todos os dispositivos compatíveis com o Apple Intelligence possuem pelo menos 8GB de RAM.

Novidades para aparelhos antigos

Apesar da limitação, os proprietários de iPhones mais antigos ainda terão muito a esperar com a atualização do iOS 18, que inclui várias novas funcionalidades além do Apple Intelligence. Todos os iPhones compatíveis com o iOS 17 também suportarão o iOS 18, incluindo o iPhone XR de 2018.

Para aqueles que desejam ter o Apple Intelligence mas não possuem um iPhone 15 Pro ou iPhone 15 Pro Max, a recomendação é aguardar a série iPhone 16, prevista para lançamento junto com o iOS 18 no final de 2024.

Acompanhe tudo sobre:SmartphonesInteligência artificialiPhoneApple

Mais de Inteligência Artificial

Loft apresenta simulador com IA no WhatsApp que encurta prazo de financiamento de 60 para 30 dias

OpenAI lança GPT-4o Mini, um modelo mais leve e acessível para desenvolvedores

O Brasil entre a inovação e a colonização digital

Nova IA na China deverá conter 'valores socialistas', diz Financial Times; entenda

Mais na Exame