EI destrói mosteiro na Síria e transfere 110 sequestrados

O EI sequestrou 230 cidadãos em Al Quariatain, entre eles dezenas de cristãos, 45 mulheres e 19 crianças, além de 11 famílias

Cairo - O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) destruiu nesta noite o mosteiro Mar Elian, na cidade de Al Quariatain, na província central de Homs, de onde transferiu 110 sequestrados, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo a fonte, o EI derrubou o mosteiro utilizando escavadeiras e justificou sua ação defendendo que "o mosteiro não adora a Deus".

O Observatório assinalou também que o EI transferiu 110 reféns, entre eles dezenas de cristãos, que continuava mantendo sequestrados em Al Quariatain desde o começo do mês, à cidade de Al Tabaqa, na província do Al Raqqa, principal reduto dos jihadistas na Síria.

De lá foram levados a fazendas perto da cidade homônima, capital dessa província.

O EI sequestrou 230 cidadãos em Al Quariatain, entre eles dezenas de cristãos, 45 mulheres e 19 crianças, além de 11 famílias. Desde então só libertou 48, segundo o Observatório.

A organização extremista dará aos cidadãos sequestrados as opções de "se converter ao Islã ou pagar a 'yizia' (imposto para os não muçulmanos)", acrescentou a ONG.

Enquanto isso, o destino de outros 70 dos 180 que continuam sequestrados é desconhecido até o momento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.