Future of Money
Acompanhe:

Protocolo cripto congela empréstimos com 17 tokens citando risco de ataques

Decisão da Aave ocorreu após tentativa fracassada de roubar US$ 60 milhões em operação ligada ao serviço de empréstimos

A Aave é um protocolo descentralizado que permite a realização de empréstimos envolvendo criptoativos (Aave/Divulgação/Divulgação)

A Aave é um protocolo descentralizado que permite a realização de empréstimos envolvendo criptoativos (Aave/Divulgação/Divulgação)

C
Cointelegraph Brasil

28 de novembro de 2022, 12h17

O protocolo de liquidez descentralizada Aave suspendeu temporariamente os mercados de empréstimo para 17 criptoativos considerados voláteis e de baixa liquidez. A decisão busca afastar os riscos que poderiam levar a novas tentativas de manipulação de mercado por meio de ataques.

Os ativos incluídos na lista são: Yearn Finance (YFI), Curve Finance (CRV), 0x (ZRX), Decentraland (MANA), 1inch (1INCH), Basic Attention Token (BAT), Enjin (ENJ), Ampleforth (AMPL) , DeFi Pulse Index (DPI), RENFIL, Maker e xSUSHI.

Além destes tokens, o protocolo também suspendeu as operações envolvendo as seguintes stablecoins: sUSD, USDP, LUSD, GUSD e RAI. Com os criptoativos congelados, os usuários não podem tomar empréstimos usando eles como garantia ou depositar fundos no protocolo.

(Mynt/Divulgação)

De acordo com a proposta, o objetivo da mudança é reduzir os riscos para o Aave e promover a eventual migração para uma nova versão da protocolo de empréstimos. A proposta também apontou a menor tolerância ao risco dos membros da comunidade de usuários no momento delicado pelo qual o mercado de critpomoedas vem atravessando.

No entanto, os autores da proposta também destacaram que o próximo curso de ação pode incluir a retirada definitiva ou a relistagem desses criptoativos, dependendo dos níveis de liquidez e de demanda dos usuários.

A proposta de governança ocorreu após uma tentativa fracassada de roubar US$ 60 milhões em CRV usando a stablecoin USDC como garantia. O ataque não foi efetivado devido a um cálculo errado dos níveis de liquidez do protocolo descentralizado. No entanto, os colaboradores da Aave trabalharam na proposta para evitar novas tentativas de exploração.

Apesar da turbulência no mercado de criptoativos, um protocolo de finanças descentralizadas (DeFi, na sigla em inglês) conseguiu levantar US$ 10 milhões em aportes de vários investidores, incluindo a Bitfinex e o Ava Labs. Na semana passada, o Onomy, um ecossistema baseado na Cosmos, garantiu fundos para desenvolver um protocolo que combina DeFi e câmbio de moedas estrangeiras.

A melhor experiência e atendimento em português. Ninguém merece consultar o tradutor online enquanto tem problemas com o suporte, por isso, a Mynt tem atendimento humanizado 24 horas e em português. Abra sua conta e tenha uma experiência única ao investir em crypto.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok