Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos (OFAC, na sigla em inglês) adicionou uma carteira de criptomoedas na rede Ethereum supostamente conectada a uma grande organização criminosa internacional, o Cartel de Sinaloa, à sua lista de Nacionais Especialmente Designados. Com isso, a carteira está oficialmente sancionada.

Em um anúncio na última terça-feira, 26, o Tesouro dos Estados Unidos disse que sancionou dez indivíduos, incluindo muitos ligados ao Cartel de Sinaloa. Entre os adicionados está o mexicano Mario Alberto Jimenez Castro, que seria o dono da carteira digital hospedada na Ethereum.

"[Jimenez Castro] reporta diretamente a um subordinado dos Chapitos e opera uma organização de lavagem de dinheiro que utiliza criptomoedas e transferências bancárias, entre outros métodos, para transferir os lucros das vendas ilícitas de fentanil nos Estados Unidos para líderes do Cartel de Sinaloa no México", disse o Tesouro dos EUA.

Ainda de acordo com as autoridades norte-americanas, "Jimenez Castro instruiu mensageiros com base nos Estados Unidos a pegar dinheiro nos Estados Unidos e depositá-lo em várias carteiras de criptomoeda para pagamento direto aos Chapitos e reinvestimento na produção de fentanil".

De acordo com dados da Etherscan, a carteira tem um saldo de aproximadamente 0,018 ether - US$ 28,22 - no momento da publicação, com a atividade mais recente há mais de 200 dias. Nenhum outro endereço de carteira digital foi incluído nas sanções mais recentes, que o Tesouro disse serem uma resposta ao "tráfico ilícito de fentanil" afetando a crise em torno do uso de opioides nos Estados Unidos.

"As ações de hoje mostram que o Tesouro e a Administração continuarão a visar implacavelmente as empresas criminosas que ameaçam a segurança internacional e inundam nossas comunidades com fentanil e outras drogas mortais", disse Brian Nelson, subsecretário do Tesouro para o terrorismo e inteligência financeira.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

EUA contra crimes cripto

As sanções ocorreram dias depois do governo dos EUA ter sancionando indivíduos vinculados ao Lazarus Group, uma equipe de hackers vinculados ao governo da Coreia do Norte que é especializado no roubo de criptomoedas. Apenas em 2023, a organização já realizou ataques com prejuízos milionários.

O Tesouro dos EUA também citou o Lazarus como parte das suas razões para adicionar o misturador de criptomoedas Tornado Cash à sua lista de Nacionais Especialmente Designados em agosto de 2022.  As autoridades dos Estados Unidos prenderam o co-fundador do Tornado Cash, Roman Storm, em agosto de 2023 por acusações relacionadas à lavagem de dinheiro e violações de sanções.

Muitos líderes da indústria cripto e formuladores de políticas criticaram as ações do Tesouro contra o Tornado Cash. Seis indivíduos apoiados pela corretora de criptomoedas Coinbase entraram com uma ação contra o Tesouro por causa das sanções, mas, em agosto, um juiz se alinhou em grande parte com o governo dos Estados Unidos em uma moção de julgamento sumário.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Santander vai oferecer negociação de bitcoin e ether para clientes na Suíça

Future of Money

Santander vai oferecer negociação de bitcoin e ether para clientes na Suíça

Há 8 horas

Ex-CEO da Binance tem conta restrita no Twitter após investigação de autoridades nos EUA

Future of Money

Ex-CEO da Binance tem conta restrita no Twitter após investigação de autoridades nos EUA

Há 10 horas

CVM quer fomentar inovação no mercado de capitais com novo projeto

Future of Money

CVM quer fomentar inovação no mercado de capitais com novo projeto

Há 10 horas

Corretora de criptomoedas perde R$ 240 milhões em ataque e hacker propõe negociação

Future of Money

Corretora de criptomoedas perde R$ 240 milhões em ataque e hacker propõe negociação

Há 11 horas

icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais