Future of Money
Acompanhe:

Congresso dos EUA pressiona corretoras cripto para aumentar proteção a clientes

Binance, Coinbase, Bitfinex, Gemini, Kraken e KuCoin receberam solicitações para informar práticas de proteção aos consumidores

Processo de falência da corretora de criptoativos FTX está em andamento nos Estados Unidos (foto/Getty Images)

Processo de falência da corretora de criptoativos FTX está em andamento nos Estados Unidos (foto/Getty Images)

C
Cointelegraph Brasil

30 de novembro de 2022, 10h55

Ron Wyden, presidente do Comitê de Finanças do Senado dos Estados Unidos, pediu informações de seis empresas do setor de criptoativos sobre suas medidas de proteção ao consumidor após os problemas de liquidez e falência da FTX.

Em cartas separadas datadas de 28 de novembro, Wyden mirou nas exchanges Binance, Coinbase, Bitfinex, Gemini, Kraken e KuCoin, solicitando informações sobre quais proteções as empresas teriam atualmente caso ocorresse uma falha como a da FTX.

O senador disse que os usuários de criptoativos que tinham fundos com FTX “não tinham proteções”, como aquelas em bancos ou corretoras registrados sob a Federal Deposit Insurance Corporation ou Securities Investor Protection Corporation.

(Mynt/Divulgação)

“Enquanto o Congresso considera os regulamentos muito necessários para a indústria de criptomoedas, vou me concentrar na clara necessidade de proteção ao consumidor de acordo com as garantias que existem há muito tempo para clientes de bancos, cooperativas de crédito e corretoras de valores mobiliários”, disse Wyden.

O senador considerou ainda que "se essas proteções estivessem em vigor antes do colapso da FTX, menos investidores de varejo estariam enfrentando danos financeiros precipitados hoje".

Wyden solicitou que as seis empresas respondessem a perguntas, incluindo aquelas sobre suas subsidiárias, salvaguardas de ativos de consumidores, uso de dados de clientes e proteções contra manipulação de mercado até 12 de dezembro.

O Comitê de Agricultura do Senado dos EUA agendou uma audiência para explorar o colapso da FTX em 1º de dezembro, e os senadores Elizabeth Warren e Sheldon Whitehouse apelaram ao Departamento de Justiça para potencialmente processar indivíduos envolvidos em irregularidades na corretora de criptoativos.

Na outra casa legislativa, o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara conduzirá uma audiência investigativa semelhante sobre a FTX em 13 de dezembro. Tanto a presidente do órgão, a deputada Maxine Waters, quanto o membro sênior da oposição, Patrick McHenry, apoioaram. McHenry chamou os eventos em torno da exchange falida de “ fogo na lixeira”.

O processo de falência da FTX, atualmente em andamento nos Estados Unidos, revelou que a corretora de criptoativos pode ser responsável por mais de 1 milhão de credores. A próxima audiência no caso de falência foi marcada para 16 de dezembro.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok