Future of Money

BlackRock compra R$ 50 milhões em ether para lançamento de ETF nos EUA

Maior gestora de ativos do mundo teve pedido aprovado pela SEC para lançar fundo de investimento na criptomoeda da Ethereum

SEC aprovou pedidos para lançamento de ETFs de ether (Bloomberg/Bloomberg)

SEC aprovou pedidos para lançamento de ETFs de ether (Bloomberg/Bloomberg)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 31 de maio de 2024 às 15h54.

Última atualização em 31 de maio de 2024 às 16h18.

A BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, revelou na última quarta-feira, 29, que investiu US$ 10 milhões (mais de R$ 50 milhões, na cotação atual) em ether, adquirindo unidades da criptomoeda da Ethereum como preparação para o lançamento do seu ETF de preço à vista do ativo.

A operação realizada pela gestora é conhecida no mercado como "seed", ou seja, a composição do capital inicial necessário para que um fundo negociado em bolsa (ETF, na sigla em inglês) possa ser lançado e negociado por investidores. A gestora fez uma operação semelhante antes de lançar seu ETF de bitcoin.

No caso do bitcoin, a BlackRock também adquiriu no início de janeiro US$ 10 milhões em unidades da criptomoeda. Por ser um ETF de preço à vista, a gestora precisa adquirir unidades de ether ou de bitcoin correspondentes ao investido, na prática investindo diretamente nos ativos.

O investimento da gestora foi revelado em um documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC. No dia 23 de maio, o regulador aprovou os pedidos de gestoras para o lançamento de seus ETFs da criptomoeda da Ethereum, incluindo o da BlackRock.

Entretanto, os ETFs ainda não foram lançados nas bolsas dos Estados Unidos. O motivo é que a SEC aprovou apenas um dos dois formulários enviados por cada gestora para que a estreia no mercado possa ocorrer. A expectativa é que o segundo formulário seja aprovado nas próximas semanas.

Também nesta semana, a BlackRock foi a primeira gestora a atualizar o formulário ainda em análise, do tipo S-1, para o seu ETF de ether. Após a atualização, analistas da Bloomberg afirmaram que o lançamento dos fundos até o final de junho é uma "possibilidade legítima".

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

"Bom sinal. [Provavelmente] veremos o resto chegar em breve", disse o analista Eric Balchunas, da Bloomberg. Ele acredita que outras gestoras deverão seguir os passos da BlackRock e atualizar seus formulários em breve, abrindo espaço para a aprovação até o final do próximo mês.

O analista de ETF da Bloomberg James Seyffart disse que o S-1 atualizado da BlackRock é “quase certamente o envolvimento que procurávamos”, pois mostra que “os emissores e a SEC estão trabalhando para lançamentos dos ETFs de preço à vista de ether".

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BlackRockEthereumCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

O que impulsionou a disparada do bitcoin em julho? Saiba os motivos e perspectivas futuras

Meta planeja corte de 20% em orçamento de divisão focada no metaverso

Hiperautomação, blockchain e Web3: o futuro da transformação digital

Independência financeira: empresas e corretoras cripto estão preparadas para esta demanda?

Mais na Exame