Future of Money

Bitcoin está com "melhor janela de compra" após o halving, aponta gestora

Hashdex avalia que período posterior ao halving é janela de oportunidade para investidores interessados no ativo

Bitcoin disparou mais de 60% nos primeiros meses de 2024 (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin disparou mais de 60% nos primeiros meses de 2024 (Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 3 de julho de 2024 às 14h33.

Uma janela de oportunidade acaba de se abrir para os investidores de bitcoin, segundo Samir Kerbage, CIO da gestora de criptomoedas Hashdex. No mais recente boletim mensal da empresa, o executivo apresentou dados que indicam que, historicamente, o período de 60 a 90 dias após um halving oferece o maior potencial de retorno para os investidores.

O halving é um evento caracterizado pela redução pela metade da quantidade de unidades da criptomoedas que são liberadas pelo processo de mineração. O último ocorreu em abril deste ano.

Ao comentar que "a psicologia do investidor desempenha um papel crucial nos ciclos de mercado", o CIO da Hashdex afirmou que compras de bitcoin realizadas entre 19 de junho e 18 de julho podem resultar em ganhos superiores para os investidores de criptomoedas, de acordo com padrões históricos de mercado.

"Comprar bitcoin perto da fase atual do ciclo, de 60 a 90 dias após o halving do bitcoin, resultou em um potencial de alta substancialmente maior do que se um investidor comprasse bitcoin após esse período", comentou. Kerbage disse ainda que os eventuais prejuízos dos investidores também tendem a ser menores quando a compra ocorre nesse período.

"Talvez, ainda mais importante, comprar durante essa janela também protegeu os investidores de perdas, mesmo que eles viessem a vender seu bitcoin no ponto mais baixo do ciclo", comentou.

Tomando por base o ciclo de alta de 2021, os retornos sobre investimentos no ativo feitos entre 60 e 90 dias após o halving variaram entre 413% e 546%, enquanto compras efetuadas um ano depois renderam apenas 6%, e dois anos depois, 56%.

Investidores que compraram bitcoin na janela de 60 a 90 dias após o halving de 2020 e o venderam no fundo do mercado de baixa ainda obtiveram lucros variando entre 37% e 72%. Já aqueles que investiram em um ou dois anos depois do evento acumularam perdas de 58% a 72%, segundo os dados da Hashdex.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosBitcoin

Mais de Future of Money

BCE realiza primeiro teste de tokenização de títulos privados com banco

Criptomoedas hoje: apetite ao risco aumenta e um ativo se destaca em meio a recuo generalizado

Pix não teria "ganho efetivo" ao adotar tecnologia do Drex, diz executivo

Embedded Finance: conheça a nova tendência de serviços financeiros em empresas

Mais na Exame