Solfácil capta R$ 1,3 bilhão para financiar projetos de energia solar

A companhia pretende movimentar 1 bilhão de reais em novos projetos ainda em 2021, quase dez vezes o volume movimentado em 2020
 (Reuters/Amanda Perobelli)
(Reuters/Amanda Perobelli)
Por ReutersPublicado em 22/11/2021 17:22 | Última atualização em 22/11/2021 18:18Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A plataforma de energia solar Solfácil anunciou nesta segunda-feira a captação de 1,28 bilhão de reais para financiar dezenas de milhares de sistemas fotovoltaicos para produção de energia.

Em nota à Reuters, a empresa disse que com a iniciativa se torna a segunda maior emissora de green bonds ("títulos verdes") do Brasil, atrás apenas do banco BTG Pactual.

Os recursos têm sido usados para financiar pessoas físicas, pequenos comércios e produtores rurais que buscam implantar projetos solares.

"Nossa missão é democratizar o acesso a energia fotovoltaica no país. Essa democratização passa por um financiamento a longo prazo desse ativo onde a parcela do financiamento é menor do que a economia de energia", comentou o diretor financeiro e cofundador da Solfácil, Guillaume Tiret.

"Graças a isso, a inadimplência de nossos clientes é nitidamente abaixo da média do setor, o que nos permite captar volumes expressivos de dinheiro a custo competitivo e prazo alongado, e repassamos esses benefícios para nossos clientes", acrescentou o executivo.

A companhia pretende movimentar 1 bilhão de reais em novos projetos ainda em 2021, quase dez vezes o volume movimentado em 2020.

Para 2022, a estimativa é de 2,5 bilhões de reais, com mais de 115.000 clientes financiados nos dois anos somados.