ESG
Acompanhe:

COP27: líderes mundiais lançam parceria para deter perda de florestas até 2030

Parceria de Líderes de Florestas e Clima (FCLP), que conta com a participação voluntária de 26 países, se compromete a diminuir e reverter as perdas florestais

 (Egberto Nogueira/VEJA)

(Egberto Nogueira/VEJA)

E
Estadão Conteúdo

7 de novembro de 2022, 16h40

Líderes mundiais lançarão nesta segunda-feira na COP27 a Parceria de Líderes de Florestas e Clima (FCLP, da sigla em inglês), comprometendo-se a deter e reverter a perda de florestas e a degradação da terra até 2030 na luta contra as mudanças climáticas, conforme prometido no Pacto Climático de Glasgow.

"O FCLP é uma parceria voluntária de 26 países da União Europeia (UE) que, se alcançado, proporcionaria 10% da ação de mitigação climática necessária até 2030 para cumprir o Acordo de Paris. Presidido pelos Estados Unidos e Gana, os membros do FCLP representam uma variedade de regiões, grandes áreas florestais e centros de comércio e finanças. Sessenta por cento do PIB global e mais de 33% das florestas do mundo são cobertos por esta parceria", diz o documento.

De acordo com o texto, o objetivo é identificar áreas estratégicas onde o FCLP pode ajudar a implementar ou ampliar soluções novas e existentes, trabalhando em estreita colaboração com o setor privado, sociedade civil e líderes comunitários. "Hoje será anunciado que os doadores públicos já gastaram US$ 2,67 bilhões dos US$ 12 bilhões comprometidos no ano passado para proteger e restaurar as florestas. Na COP27, mais US$ 4,5 bilhões de doadores públicos e privados serão comprometidos".

A EXAME está na COP27, da ONU. Acesse a página especial e saiba tudo o que acontece no mais importante evento de mudanças climáticas, sustentabilidade e sociedade