ESG

Continental e B2Mamy vão acelerar negócios liderados por mulheres

As inscrições para o programa ficam abertas até o dia 25 de fevereiro

De acordo com um estudo realizado pela Brasscom, serão necessários mais de 500 mil profissionais para preencher as vagas de emprego dessa área nos próximos anos (Delmaine Donson/Getty Images)

De acordo com um estudo realizado pela Brasscom, serão necessários mais de 500 mil profissionais para preencher as vagas de emprego dessa área nos próximos anos (Delmaine Donson/Getty Images)

Marina Filippe

Marina Filippe

Publicado em 10 de fevereiro de 2022 às 07h00.

A Continental, marca de eletrodomésticos do Grupo Electrolux, continua com a série de campanhas do posicionamento "Atualiza", que tem como objetivo estimular reflexões em torno da equidade de gênero e divisão de tarefas dentro de casa, além de propor um convite para reflexão e revisão de estereótipos.

Desta vez, a Continental se junta à B2Mamy, um hub de inovação focado em tornar mães e mulheres líderes e livres economicamente por meio de educação, pesquisa e comunidade que acumula reconhecimentos. Na novidade, a Continental patrocina o programa de aceleração B2Mamy Pulse Batch 12 “Atualiza o Amanhã” powered by Google for Startups.

Para enriquecer a experiência das alunas, a marca convida Xan Ravelli, apresentadora do Trace Brasil (Globoplay), colunista no UOL Universa e criadora de conteúdo digital, para uma mentoria inédita sobre temas como capacitação de profissionais, empreendedorismo social e equidade de gênero. "O programa da Continental em parceria com a B2Mamy mostra o quanto é importante e necessário que as mulheres ocupem os espaços que quiserem", afirma Xan.

A B2Mamy foi eleita em 2021 pelo Startup Awards, principal premiação do ecossistema de inovação do Brasil, como hub de inovação do ano e desde 2016 desenvolve soluções em educação, geração de renda e pesquisa para empresas que precisam olhar para a sustentabilidade social das mulheres.

Segundo o Female Founders Report 2021, levantamento realizado pela B2Mamy em parceria com o Distrito e a Endeavor, somente 4,7% das empresas brasileiras são lideradas por mulheres. "Chegou a hora de agir, de atualizar o discurso, a forma de pensar, e dar às mulheres o foco que suas empresas merecem ter", diz Dani Junco, fundadora e CEO da B2Mamy.

O projeto se estende para o público interno da Continental, promovendo discussões aos colaboradores, por meio de materiais didáticos que colocam os assuntos em pauta.

Inscrições

As inscrições para o programa ficam abertas até o dia 25/02 e podem participar:

- Startups no early stage (fase inicial);

- Liderados ou fundados por mulheres ou mães;

- Ter mais de uma pessoa na composição societária e pelo menos uma pessoa dedicada 100% ao negócio;

- Preferencialmente para os segmentos: Foodtech (alimentação e bebidas), Healthtech (nutrição e saúde física), Edtech (educação), Martech (comunicação digital) e Retailtech (soluções tecnológicas voltadas para o mercado de varejo e consumo);

- A principal solução do negócio deve necessariamente partir de uma base tecnológica, podendo esta estar ainda sem protótipo, em estágio de prototipação ou em estágio de validação - (marketplace, EAD, APPS e SaaS) e com/ou escalabilidade.

Cronograma

- Inscrições: 09/02 a 25/02

- Anúncio participantes selecionadas: 14/03

- Capacitação Trilha Inicial: 21/03 a 22/04

- Capacitação Trilha de Tração: 09/05 a 08/07

- Demo Day: 15/07

Benefícios do Programa:

- Programa de aceleração gratuito e equity free;

- Conexões com a B2Mamy, Google e Continental, bem como mentores e investidores do ecossistema;

- Acesso a Casa B2Mamy durante o período do programa.

 

Acompanhe tudo sobre:AceleradorasElectroluxMulheresStartups

Mais de ESG

Quem ganha e quem perde no mercado no caso da vitória de Trump?

Eletrobras (ELET6): recompra de ações pode gerar ganho para os acionistas?

China estabelece fundo de investimentos em ativos de terra de empresas estatais de 30 bilhões yuans

Atentado a Trump fortalece o dólar e impulsiona novo trade na bolsa, diz economista-chefe da Avenue

Mais na Exame