Esfera Brasil

Um conteúdo Esfera Brasil

Rio de Janeiro se torna novo polo de crescimento de serviços no País

Tanto no estado como na capital fluminense, os avanços mostram retomada da força econômica e da confiança de empresários

Segundo governo, desempenho do setor sinaliza a retomada do papel estratégico do estado para o desenvolvimento econômico (Bloomberg / Colaborador/Getty Images)

Segundo governo, desempenho do setor sinaliza a retomada do papel estratégico do estado para o desenvolvimento econômico (Bloomberg / Colaborador/Getty Images)

Esfera Brasil
Esfera Brasil

Plataforma de conteúdo

Publicado em 13 de junho de 2023 às 12h10.

O Rio de Janeiro vai se consolidando como um novo polo de crescimento do setor de serviços no Brasil – tanto no estado como na capital fluminense. No primeiro trimestre deste ano, houve uma expansão de 8%, na comparação com o mesmo período de 2022. Considerando apenas março, o crescimento (em relação ao mesmo mês do ano passado) foi ainda mais alto: 9,5%. Além disso, o setor respondeu por 93,4% dos empregos gerados no estado entre janeiro e março de 2023, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O segmento de transportes foi um destaque do trimestre, com avanços de 7,7% em março; de 6,7% no acumulado de janeiro a março; e de 8,2% nos 12 meses até março – todos na comparação com os respectivos períodos de 2022.

Outros segmentos importantes foram os de serviços profissionais, administrativos e complementares – em que houve expansão de 15,9% – e de serviços de informação e comunicação – com alta de 6,4%, no acumulado de janeiro a maio deste ano, diante de igual período de 2022.

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), ressaltou que o desempenho do setor sinaliza a retomada do papel estratégico do estado para o desenvolvimento econômico do Brasil.

Veja também: Rio de Janeiro retoma grandes eventos e será sede do G20 em 2024

Produção industrial no Rio cresce 6,1% no 1º trimestre, aponta estudo do IBGE

Rio dobra o número de empresas interessadas em investir no estado em 2022

Fôlego carioca

Na capital, o desempenho visto até março também mostrou um fôlego renovado no setor de serviços. O mercado de trabalho na cidade gerou, em março, 7,1 mil postos de trabalho – sendo que 75,9% deles foram abertos no setor de serviços. No primeiro trimestre, foram criados 200,2 mil empregos – e, mais uma vez, o setor se destacou, com 78,4% das vagas. Os dados são do Indicador de Atividade Econômica do Rio (IAE-Rio), divulgado no Boletim Econômico do Rio – documento elaborado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação (SMDEIS).

O levantamento ainda revela que a inflação na cidade do Rio ficou em 4,1% nos 12 meses até abril – em linha com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que em maio ficou em 3,94%.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, Chicão Bulhões, afirma que o desenvolvimento econômico visto na capital fluminense “é fruto das diversas ações e iniciativas estruturantes” realizadas pela prefeitura. “Os desafios ainda são grandes, mas a recuperação está cada vez mais forte e visível para a população”, informou.

Acompanhe tudo sobre:Rio de JaneiroServiços

Mais de Esfera Brasil

O que é a trava do IVA proposta pela Câmara dos Deputados

Incentivos à indústria farmacêutica alcançam maior patamar em quase 30 anos

Educação financeira é alternativa para combater superendividamento

Mais na Exame