Vendas de supermercados caem no acumulado do ano

Houva uma queda de 1,4% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano anterior
Supermercados: de acordo com o presidente da Abras, o resultado refletiu o fator sazonal relacionado à Pascoa, que no ano passado foi comemorada em março (Thinkstock/Antonio_Diaz/Thinkstock)
Supermercados: de acordo com o presidente da Abras, o resultado refletiu o fator sazonal relacionado à Pascoa, que no ano passado foi comemorada em março (Thinkstock/Antonio_Diaz/Thinkstock)
A
Agência BrasilPublicado em 27/04/2017 às 19:45.

As vendas do setor supermercadista em valores reais caíram 1,4% de janeiro a março deste ano, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Os dados são da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Em março, as vendas - deflacionadas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)/Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - apresentaram alta de 4,49% na comparação com fevereiro e queda de 3,87% em relação ao mesmo mês do ano de 2016.

Em valores nominais, as vendas do setor apresentaram alta de 4,75% em relação ao mês anterior e, quando comparadas a março de 2016, alta de 0,56%.

No acumulado do ano, as vendas cresceram 3,45%.

De acordo com o presidente da Abras, João Sanzovo Neto, o resultado refletiu o fator sazonal relacionado à Pascoa, que no ano passado foi comemorada em março.

"Neste ano, as vendas da data se concentraram em abril, o que impulsionou o resultado negativo. Embora o país ainda esteja passando por um momento econômico difícil, com elevação da taxa de desemprego, o que reflete nas vendas, acreditamos em uma recuperação nos próximos meses e mantemos nossa previsão de 1,30% de crescimento para o ano".