Letta diz que déficit da Itália terá queda em 2014

O primeiro-ministro italiano Enrico Letta disse que a Itália em 2014 terá seu débito e seu déficit em queda, ao comentar a situação econômica

Roma - O primeiro-ministro italiano Enrico Letta disse nesta sexta-feira (22) que a Itália em 2014 terá seu débito e seu déficit em queda, ao comentar a situação econômica em seu país.

"Pela primeira vez a Itália, depois de muitos anos, no próximo ano terá o débito e o déficit em queda. Na lei da estabilidade todos gostariam de ter mais dinheiro, mas isso significa estourar o déficit", afirmou Letta. O premier citou o papa Emérito Bento XVI em sua encíclica "Caritas em Veritate" para destacar que o "dinheiro não cria dinheiro".

"O dinheiro não serve apenas para criar dinheiro, mas as finanças devem subsidiar o trabalho e o crescimento das empresas, as finanças servem para criar trabalho e novos empreendimentos, servem ao bem estar dos territórios para que nestes se viva melhor", disse ele.

"A Itália percorreu uma estrada que nos permite e obriga a nos encaminharmos para o crescimento", afirmou Letta

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também