A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Chávez e Patriota acertam ampliar cooperação bilateral

O presidente venezuelano anunciou que tudo está "pronto para que o Brasil participe da Grande Missão Vivenda", que pretende diminuir o déficit de habitacional no país

Caracas - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, recebeu nesta segunda-feira o chanceler brasileiro, Antonio Patriota, para revisar os assuntos bilaterais e acertar a ampliação da cooperação comum, especialmente na área da habitação.

"Unindo nossas experiências, nossos potenciais, seremos muito mais eficientes em nossos projetos", declarou Chávez ao final da reunião com Patriota, garantindo que "Brasil e Venezuela tem um caso de amor".

Patriota estimou que os dois países devem ter um "nível de ambição mais alto na cooperação bilateral" em diversas áreas.

Em termos concretos, Chávez anunciou que tudo está "pronto para que o Brasil participe da Grande Missão Vivenda", que pretende diminuir o déficit de dois milhões de residências na Venezuela nos próximos seis anos.

Há empresas brasileiras "que virão se instalar aqui para participar da construção de casas", afirmou Chávez, celebrando o apoio do Brasil ao projeto com "sua experiência".

Chávez, no poder desde 1999, também garantiu que resolverá o problema do financiamento venezuelano na refinaria Abreu e Lima, que Brasil e Venezuela constroem conjuntamente em Pernambuco.

O projeto ainda não recebeu a dotação econômica correspondente a Caracas por problemas com as garantias de crédito por parte do BNDES.

"Tudo está pronto para o grande casamento e tenho fé de que resolveremos o problema" antes do prazo, fixado para 30 de novembro.

Em sua terceira visita oficial a Caracas, Patriota se reuniu ainda com o chanceler Nicolás Maduro e com o ministro do Petróleo, Rafael Ramírez, coordenador do Órgão Superior de Habitação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também