Nasa e ESA, da Europa, tentam desviar rota de asteróide e proteger a Terra

Agências espaciais pretendem gerar colisão entre meteoro e uma espaçonave, em missão que deve ser iniciada em julho de 2021

A Nasa se une à ESA (Agência Espacial Europeia) para dar sequência à missão Hera — projeto que tem o objetivo de estudar formas de desviar a rota de asteroides que possam colidir com a Terra.

A parceria entre as agências espaciais foi fechada em um acordo de 129 milhões de euros.

Embora não haja, ao menos por enquanto, uma ameaça concreta de meteoro em rota de colisão com o planeta, a missão amplia a capacidade das agências de encontrar novos asteroides e proteger a Terra caso seja necessário.

O plano envolve o lançamento da sonda espacial DART, da Nasa, previsto para julho de 2021. A ação envolve um foguete da SpaceX, de Elon Musk. A previsão é de que a colisão ocorra em outubro de 2022.

Os vestígios do impacto também serão analisados pelas agências, e podem fornecer informações valiosas sobre o comportamento dos asteroides.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.