• AALR3 R$ 19,72 -0.15
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,45 -0.54
  • ABEV3 R$ 14,72 1.24
  • AERI3 R$ 3,99 6.40
  • AESB3 R$ 10,82 1.69
  • AGRO3 R$ 31,45 -1.90
  • ALPA4 R$ 21,85 0.23
  • ALSO3 R$ 19,64 -0.25
  • ALUP11 R$ 26,30 0.19
  • AMAR3 R$ 2,27 1.79
  • AMBP3 R$ 29,04 -2.39
  • AMER3 R$ 23,48 1.87
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,48 1.86
  • ARZZ3 R$ 81,97 -0.63
  • ASAI3 R$ 15,41 -0.45
  • AZUL4 R$ 21,04 1.74
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,72 -0.15
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,45 -0.54
  • ABEV3 R$ 14,72 1.24
  • AERI3 R$ 3,99 6.40
  • AESB3 R$ 10,82 1.69
  • AGRO3 R$ 31,45 -1.90
  • ALPA4 R$ 21,85 0.23
  • ALSO3 R$ 19,64 -0.25
  • ALUP11 R$ 26,30 0.19
  • AMAR3 R$ 2,27 1.79
  • AMBP3 R$ 29,04 -2.39
  • AMER3 R$ 23,48 1.87
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,48 1.86
  • ARZZ3 R$ 81,97 -0.63
  • ASAI3 R$ 15,41 -0.45
  • AZUL4 R$ 21,04 1.74
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Coquetel de anticorpos da AstraZeneca funciona contra Ômicron em estudo

O coquetel de anticorpos havia sido autorizado no início do mês pela FDA
O tratamento da AstraZeneca, administrado em duas injeções sequenciais, foi projetado para durar de vários meses a um ano (Reuters/Dado Ruvic)
O tratamento da AstraZeneca, administrado em duas injeções sequenciais, foi projetado para durar de vários meses a um ano (Reuters/Dado Ruvic)
Por André LopesPublicado em 16/12/2021 14:06 | Última atualização em 16/12/2021 14:06Tempo de Leitura: 2 min de leitura

AstraZeneca disse nesta quinta-feira, 16, que um estudo de laboratório com seu coquetel de anticorpos contra a covid-19, Evusheld, mostrou que o tratamento manteve atividade neutralizante contra a variante Ômicron do coronavírus, sinalizando perspectivas de um uso mais amplo da terapia.

O estudo foi conduzido por pesquisadores independentes da Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA), disse a empresa, acrescentando que mais análises do coquetel Evusheld contra a Ômicron estão sendo conduzidas pela AstraZeneca e por terceiros, com a expectativa de se terem dados "muito em breve".

O coquetel de anticorpos havia sido autorizado, no início do mês, apenas para adultos e adolescentes que não estão infectados com o novo coronavírus e não foram recentemente expostos a um indivíduo infectado.

A autorização do tratamento, composto por dois anticorpos monoclonais (tixagevimabe e cilgavimabe), marca um passo significativo para a AstraZeneca, cuja amplamente utilizada vacina contra covid-19 ainda não foi aprovada pelas autoridades norte-americanas.

No mês passado, a AstraZeneca fechou acordo para fornecer ao governo dos EUA 700.000 doses do Evusheld, que já havia mostrado reduzir o risco de pessoas desenvolverem quaisquer sintomas de covid-19 em 77% em um teste de estágio final.

Enquanto as vacinas dependem de um sistema imunológico intacto para desenvolver anticorpos direcionados e células que combatem a infecção, o Evusheld contém anticorpos feitos em laboratório projetados para permanecer no corpo por meses para conter o vírus em caso de infecção.