Universal anuncia quando abrirá parques de diversão em Orlando, na Flórida

Novos procedimentos de segurança, saúde e higienização, como medição de temperatura na entrada do parque, serão adotados para evitar covid-19

Os parques da Universal Orlando, na Flórida, Estados Unidos, estão fechados desde o dia 16 de março por causa da pandemia do novo coronavírus. Mas uma boa novidade para os fãs está a caminho: a partir de 14 de maio, a Universal iniciou a reabertura por fases dos parques de diversão. Em 5 de junho, eles serão abertos para o público geral. A reabertura incluirá o Universal Studios Florida, o Universal’s Islands of Adventure e o Universal’s Volcano Bay, todos no estado americano. É lá que fica localizado o parque temático do bruxo Harry Potter.

Durante esse período, toda a visitação será "cuidadosamente gerenciada e controlada", segundo comunicado enviado à imprensa. Os membros das equipes dos parques serão treinados e alguns procedimentos de saúde serão seguidos, seguindo três áreas: triagem, espaçamento e higienização. A partir da data, tanto visitantes quanto funcionários precisarão usar máscaras faciais contra a covid-19 e observar as diretrizes de distanciamento social, também terão de realizar verificações de temperatura antes de entrar no local — acima de 38º C, a pessoa não poderá entrar no parque.

Outros procedimentos adotados pela empresa são o aumento de espaçamento entre veículos no estacionamento, redução da visitação diária do parque, número controlado e reduzido de visitantes em shows e nos restaurantes e algumas áreas e eventos seguirão fechadas, mas quais não foram informadas. Também serão adotadas as filas virtuais em atrações selecionadas e pagamentos sem dinheiro e "sem contato" sempre que possível. "Os visitantes devem avaliar os próprios riscos antes de fazer a visita — e não é recomendável que idosos ou indivíduos do grupo de risco com sérias condições médicas subjacentes visitem o destino. Pessoas assintomáticas ainda podem espalhar a covid-19 se estiverem infectadas. Qualquer interação com o público em geral apresenta um risco elevado de exposição à covid-19 e o Universal não pode garantir que os visitantes não sejam expostos durante sua visita", afirma o comunicado.

Os hotéis de resort também serão reabertos e os planos serão divulgados em breve, segundo a companhia.

Em 2019, o lucro dos parques da Universal foi de 1,5 bilhão de dólares, o que representou um crescimento de 7,5% em relação ao ano anterior. Um dos motivos, segundo a organização, foi o aumento no fluxo e nos gastos dos visitantes.

Para 2020, era planejado abrir uma área temática voltada para o jogo de console Nintendo e a expectativa era de lucro alto — planos que, assim como muitos, tiveram de ser adiados para um amanhã livre de covid-19.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.