Tite é o terceiro técnico mais bem pago da Copa do Mundo; veja ranking

Seleções europeias dominam o topo da lista
 (Rodrigo Buendia/Getty Images)
(Rodrigo Buendia/Getty Images)
Por Agência O GloboPublicado em 01/04/2022 09:39 | Última atualização em 01/04/2022 09:42Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O sorteio dos grupos da Copa do Mundo, marcado para as 13h desta sexta-feira, em Doha, deve reunir os técnicos das principais seleções do futebol mundial. No Mundial do Qatar, estarão presentes figuras de beira do campo das mais valiosas para o mercado do futebol, donos de contratos que chegam até aos 6,5 milhões de euros (34 milhões de reais) anuais.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.

É o caso do alemão Hans-Dieter Flick, que assumiu a Alemanha após a disputa da Eurocopa, em julho. Ex-assistente do antigo técnico Joachim Löw, o alemão de 57 anos foi campeão europeu com um Bayern de Munique que atropelou a Europa como um rolo compressor na temporada 2019/20 e ganhou as credenciais para se tornar o mais bem pago do mundo no trabalho de resgate da seleção alemã, que vem de anos turbulentos. Se fosse dividido em meses, Flick faturaria cerca de 2,8 milhões de reais mensais, na cotação atual.

O campeão mundial Didier Deschamps tem os segundos maiores vencimentos, um pouco mais da metade de Flick. Recebe o equivalente a 23 milhões de reais anuais para tentar levar les bleus ao bicampeonato mundial em novembro.

Quem fecha o top 3 é Tite, da seleção brasileira. No comando da equipe desde 2014, o professor receberia cerca de 20,4 milhões de reais anuais pelo trabalho na Amarelinha, que se encerrará após o Mundial do Qatar.

Veja o ranking de salários, divulgado pelo site "Uol".

1 - Hans-Dieter Flick (Alemanha) - 6,5 milhões de euros (34 milhões de reais)

2 - Didier Deschamps (França) - 4,4 milhões de euros (23 milhões de reais)

3 - Tite (Brasil) - 3,9 milhões de euros (20,4 milhões de reais)

4 - Gareth Southgate (Inglaterra) - 3,5 milhões de euros (18,3 milhões de reais)

5 - Louis van Gaal (Holanda) - 3 milhões de euros (15,7 milhões de reais)

6 - Felix Sánchez (Qatar) - 2,5 milhões de euros (13,1 milhões de reais)

7 - Fernando Santos (Portugal) - 2,5 milhões de euros (13,1 milhões de reais)

8 - Hervé Renard (Arábia Saudita) - 1,8 milhão de euros (9,4 milhões de reais)

9 - Murat Yakin (Suíça) - 1,6 milhão de euros (8,4 milhões de reais)

10 - Luis Enrique (Espanha) - 1,5 milhão de euros (7,8 milhões de reais)