Casual
Acompanhe:

Semana de Moda de Londres retorna com desfiles híbridos

A programação conta com 79 eventos físicos, incluindo shows, consultas e apresentações, além 82 produções digitais

 (Henry Nicholls/Getty Images)

(Henry Nicholls/Getty Images)

R
Reuters

18 de setembro de 2021, 14h37

Uma Semana de Moda de Londres híbrida começou misturando apresentações digitais com os primeiros desfiles presenciais em um ano.

Seu dinheiro está seguro? Aprenda a proteger seu patrimônio

A imprensa internacional e compradores voltaram à plateia para as apresentações nas passarelas, o que inclui exibições do estilista de moda masculina e coreógrafo Saul Nash e do turco Bora Aksu.

"É realmente ótimo estar de volta", disse Caroline Rush, executiva-chefe do Conselho de Moda Britânico (BFC), à Reuters.

"Estamos animados de ver estes membros da mídia e do varejo que ajudam a impulsionar os negócios britânicos."

O programa conta com 79 eventos físicos, incluindo shows, consultas e apresentações, e 82 produções digitais. Foram poucos os estilistas que realizaram desfiles com público desde o último setembro.

Nos eventos presenciais, Rush disse que "pediremos prova de vacinação, incentivaremos as pessoas a fazerem exames toda manhã", disse Rush.

"E se as pessoas não estiverem vacinadas, fazer exames toda manhã será absolutamente obrigatório também. Os bastidores são muito mais rígidos... e incentivaremos as pessoas a usarem máscaras."

Nesta temporada, o BFC fez uma parceria com a plataforma de vídeos curtos TikTok para sediar o programa Newgen, destinado a estilistas em ascensão.

Saul Nash vestiu as modelos com peças de loungewear relaxado, incluindo conjuntos de roupas de ginástica brilhantes ou estampadas e combinações de tops de polo e shorts.