Casual
Acompanhe:

Revolução do Churrasco: o que está matando as churrascarias rodízio?

Episódio da série se debruça sobre um dos mais tradicionais modelos adotados pelos restaurantes de carnes do país

 (Paty Moraes Nobre/GoPro/Divulgação)

(Paty Moraes Nobre/GoPro/Divulgação)

P
Paty Moraes Nobre

Publicado em 24 de setembro de 2020, 19h00.

Última atualização em 29 de setembro de 2020, 13h19.

O 22º episódio da série Revolução do Churrasco debate com profundidade o futuro das churrascarias de rodízio no Brasil.

Na semana passada, o episódio “Revolução do Churrasco: os rodízios de carne estão com os dias contados?” deu o que falar. Muitos fãs de churrasco registraram em comentários enorme surpresa e tristeza com o possível fim do modelo. A notícia, no entanto, não é nenhuma novidade para os empresários e funcionários do setor.

Ricardo Gianezini, gerente executivo há duas décadas do autêntico Coxilha dos Pampas, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, garante que o temor da falência é constante. Apesar de ter inovado ao instalar uma inédita vitrine de costela no bafo há 15 anos na entrada e ter transformado a casa em uma das churrascarias mais queridas por brasileiros e estrangeiros pela qualidade e variedade do bufê o gaúcho teme o futuro.

Desde o preço da carne até os exagerados bufês de sushis, tudo é abordado no novo episódio, que mostra os bastidores do restaurante e debate os principais desafios, inclusive, propondo um consumo mais consciente.

Assista ao episódio:

 

“Mesmo antes da pandemia de covid-19, eu já falava que as churrascarias de rodízio estão chegando ao fim”, alerta o profissional, que deixou o Rio Grande do Sul aos 16 anos para ser faxineiro em churrascarias na capital paulista, fez carreira e, inclusive, chegou a ter o próprio estabelecimento.

O programa é mais uma homenagem ao Dia do Gaúcho, comemorado em 20 de setembro, mesma data da Revolução Farroupilha.

Curtiu? Então deixe seu comentário nas nossas redes sociais e compartilhe a série com os amigos. Até semana que vem! Apoio: @GoProbr