Produtora será julgada por acidente de Harrison Ford

A audiência do caso acontecerá no dia 12 de maio em um tribunal de Wycombe, a 50 km de Londres

A produtora do último filme de "Star Wars" será julgada no Reino Unido por um acidente durante a filmagem em que o ator Harrison Ford quebrou a perna, anunciaram, nesta quinta-feira, as autoridades britânicas.

O ator americano de 73 anos se machucou ao cair da porta de uma garagem nos estúdios Pinewood, perto de Londres, no dia 12 de junho de 2014, e as autoridades acreditam haver indícios de culpa da produtora Foodles Production.

"Realizamos uma investigação minuciosa e acreditamos dispor de provas suficientes para levar o caso à justiça", indicou o HSE, o organismo oficial responsável pela segurança no ambiente de trabalho.

A audiência do caso acontecerá no dia 12 de maio em um tribunal de Wycombe, a 50 km de Londres.

Uma porta-voz da produtora disse que a segurança "é uma prioridade" da empresa.

"Fornecemos plena cooperação durante a investigação do HSE pelo acidente que ocorreu em 2014 e nos sentimos decepcionados por esta decisão", acrescentou.

"Star Wars: o Despertar da Força" é o sétimo episódio da saga e se tornou um grande sucesso desde sua estreia, em dezembro passado.

Em apenas dois meses, superou dois bilhões de dólares de arrecadação nas bilheterias.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.