Casual

Paul McCartney admite que precisa reaprender músicas dos Beatles

"Quando estou fazendo shows, ouço muita música, dos Beatles, do Wings, para ver o que vamos fazer. E tenho de aprendê-las novamente", confessa

Paul McCartney: "São muitas palavras. Notas demais. São muito difíceis", disse (MPL / Mary McCartney/Divulgação)

Paul McCartney: "São muitas palavras. Notas demais. São muito difíceis", disse (MPL / Mary McCartney/Divulgação)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 2 de outubro de 2018 às 15h06.

São Paulo - Paul McCartney deu o pontapé inicial no mundo da música quando tinha 16 anos de idade, junto com o amigo John Lennon. Hoje, 60 anos depois, confessa que precisa reaprender as músicas dos Beatles antes de cada show.

A declaração foi dada ao programa 60 Minutes, da rede de TV CBS. "Quando estou fazendo shows, ouço muita música, música dos Beatles, músicas do Wings, para ver o que vamos fazer. E tenho de aprendê-las novamente", admitiu.

O ex-beatle argumenta que as canções são muito complexas e não são compostas por apenas "três acordes". "São muitas palavras. Notas demais. São muito difíceis. Quero dizer, você sabe, não é como se fossem todas as canções com três acordes só", enfatizou o baixista.

Paul McCartney lançou algumas das músicas mais icônicas e reconhecíveis da história dos Beatles, como "Yesterday", "Hey Jude" e "Let it be". Aos 76 anos, o músico ainda esbanja vitalidade e energia em turnês pelo mundo. Passou diversas vezes pelo Brasil com suas apresentações e, em setembro deste ano, realizou show em Quebec, no Canadá.

Acompanhe tudo sobre:MúsicaPaul McCartneyThe Beatles

Mais de Casual

Do campo à xícara: saiba o caminho que o café percorre até chegar a sua mesa

Com sustentabilidade e legado, sempre teremos Paris

3,5 mil quartos e R$ 100 milhões em reformas: os planos da Meliá para o Brasil

Senna e filme sobre Fórmula 1: como o esporte tem se tornado tendência nos streamings e cinemas

Mais na Exame