Paris multa cerca de mil clientes de restaurantes clandestinos

Todos os restaurantes e cafeterias estão fechados na França há pelo menos cinco meses, "nós controlamos 7.345 restaurantes desde 30 de outubro", detalhou o ministério francês

As autoridades de Paris multaram cerca de 1.000 clientes de restaurantes clandestinos nos últimos cinco meses, informou nesta terça-feira, 6, o ministério do Interior, em meio a uma polêmica sobre luxuosos jantares secretos que ocorrem em plena pandemia.

Que tal viajar mais no mundo pós-pandemia? Conheça o curso de liberdade financeira da EXAME Academy

Em Paris, "nós controlamos 7.345 restaurantes desde 30 de outubro" e "multamos 300 estabelecimentos por abrir ilegalmente e cerca de 1.000 clientes", detalhou o ministério francês.

A França mantém todos os restaurantes e cafeterias fechados e neste fim de semana colocou em vigor novas restrições, devido ao aumento dos casos e à lotação dos hospitais.

O canal privado M6 transmitiu na sexta-feira uma reportagem gravada com câmera escondida em um lugar apresentado como "um restaurante clandestino" em um bairro exclusivo da capital francesa, onde nem os clientes nem os funcionários usavam máscaras.

A hashtag #OnVeutLesNoms (Queremos os nomes, numa tradução livre) viralizou no Twitter, enquanto se especulava sobre quem poderia ter participado desses jantares.

O procurador-geral de Paris, Rémy Heitz, afirmou no domingo que abriu uma investigação criminal após a reportagem, sob acusações de "colocar a vida de outros em risco".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.