O que acontece quando a cultura do data driven é aplicada ao metaverso?

Ao combinar a análise de dados com realidade virtual e aumentada e internet, será possível criar ambientes totalmente diferenciados, disruptivos e que dialoguem com as expectativas dos consumidores
Ferramentas tecnológicas como softwares identificam, capturam e analisam milhares de dados em busca de padrões e insights que ajudem na tomada de decisão estratégica dentro das organizações. (Getty Images/Getty Images)
Ferramentas tecnológicas como softwares identificam, capturam e analisam milhares de dados em busca de padrões e insights que ajudem na tomada de decisão estratégica dentro das organizações. (Getty Images/Getty Images)
*
*Gustavo Caetano

Publicado em 24/06/2022 às 12:33.

Última atualização em 24/06/2022 às 14:12.

As tecnologias e inovações têm permitido avanços muito importantes e significativos para o desenvolvimento, evolução e sucesso das companhias. E, com esse progresso constante, é preciso de um esforço extra para acompanhar tudo o que está sendo criado e todas as diversas possibilidades trazidas para as empresas.

A análise de dados é uma dessas soluções que mudou completamente a estrutura dos negócios, permitindo o acesso a informações extremamente relevantes e que estavam ficando perdidas. De forma simples e rápida, ferramentas tecnológicas como softwares identificam, capturam e analisam milhares de dados em busca de padrões e insights que ajudem na tomada de decisão estratégica dentro das organizações.

E, quando bem utilizadas, podem trazer resultados muito positivos para o sucesso dos negócios, se tornando um verdadeiro diferencial competitivo, pois viabilizam extrair o máximo possível de conhecimento sobre o comportamento e as necessidades dos consumidores, tornando mais fácil o desenvolvimento de soluções e produtos que os satisfaçam e os incentivem a consumir em determinada corporação.

De acordo com a pesquisa “Projeto Maturidade de Dados: perspectivas para 2022”, realizada pelo Grupo Toccato, empresa de soluções de negócio baseadas em dados, cerca de 49% das companhias estão no estágio de Data Safety, momento no qual estão sendo definidas as demandas relacionadas aos dados e de procura por tecnologias que ajudarão nesse processo, enquanto somente 17% das instituições já atingiram o nível de maturidade Data Driven com processos totalmente orientados pelos dados.

Mas, o que acontece quando utilizamos essa cultura do data driven e a aplicamos ao metaverso? A ideia é que ela torne os espaços virtuais ainda mais atrativos para os usuários, se utilizando dessas informações colhidas para oferecer uma experiência mais personalizada e que de fato agrade ao público.

Ao combinar a análise de dados com realidade virtual e aumentada e internet, será possível criar ambientes totalmente diferenciados, disruptivos e que dialoguem com as expectativas dos consumidores.

Isso fará com que as ações das corporações sejam mais assertivas, proporcionando um aumento no engajamento e traduzindo em resultados reais todo o investimento em ações tecnológicas e que acompanhem as tendências da sociedade.

Se nos dias de hoje já é importante para ampliar o sucesso das organizações trazer essa tecnologia para dentro de casa, quando o metaverso de fato for implementado será ainda mais essencial. E, empresas que se mantêm atentas às transformações do mercado tendem a transmitir uma boa imagem para o público, o que certamente contribui para a prosperidade dos negócios.

*Gustavo Caetano é fundador da Sambatech e Samba Digital

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.