Hollywood perde terreno para filmes chineses em maior mercado

Depois que a China controlou o surto de coronavírus, os cinemas do país reabriram em meados de julho, oferecendo uma variedade de filmes locais

A receita de bilheteria de filmes estrangeiros na China caiu mais da metade em 2020, o que marca um grande desafio para Hollywood em um dos poucos mercados importantes que se recuperam da pandemia.

A pandemia mexeu com a saúde mental dos brasileiros, mas é possível dar a volta por cima. Descubra como

No ano em que a China conquistou a coroa dos Estados Unidos como o maior mercado de cinema do mundo, com receita de 20,4 bilhões de yuans (US$ 3,2 bilhões), os filmes estrangeiros representaram apenas 16% das receitas com entradas. Isso se compara a 36% em 2019, de acordo com dados da plataforma de bilheteria Maoyan Entertainment.

Depois que a China controlou o surto de coronavírus em poucos meses, os cinemas em território continental reabriram em meados de julho, oferecendo uma variedade de filmes locais, incluindo o campeão de bilheteria do passado, The Eight Hundred, um drama de guerra histórico. Em contraste, os EUA e a Europa ainda não conseguiram vencer a pandemia. Os lockdowns estão de volta em muitos países com o aumento de casos e mortes, mantendo as salas de cinema fechadas e atrasando produções e lançamentos de Hollywood.

“A China é a que se recuperou mais rápido do impacto da pandemia, e os chineses estão muito dispostos a sair e assistir a filmes nos cinemas”, disse Wilson Chow, líder global da indústria de tecnologia, mídia e telecomunicações na PwC China. “Hollywood lançou menos campeões de bilheteria no ano passado, então o nível de apelo para telespectadores chineses caiu.”

A pandemia também “paralisou parcialmente os estúdios de Hollywood”, disse Chow. Com o menor número de grandes lançamentos na China, a participação também foi menor na receita de bilheteria. Filmes como Minions: The Rise of Gru e Black Widow, por exemplo, foram adiados para este ano.

Os filmes estrangeiros também estão em desvantagem na China, já que as autoridades mantêm um controle rígido sobre o número de filmes importados. Um memorando da Organização Mundial do Comércio em 2012 expandiu a meta anual de títulos estrangeiros importados para a China de 20 para 34. Há também períodos de “blackout”de filmes estrangeiros durante a alta temporada.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.