Flamengo vence Palmeiras nos pênaltis e é bicampeão da Supercopa do Brasil

Após empate por 2 a 2 no tempo normal, o time carioca venceu a disputa de pênaltis e se tornou bicampeão da competição

A temporada 2021 já conheceu o primeiro campeão nacional neste domingo (11). O Flamengo, campeão brasileiro de 2020, mediu forças com o Palmeiras, vencedor da última Copa do Brasil, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pelo título da Supercopa do Brasil de 2021. O time carioca venceu a disputa nos pênaltis e se tornou bicampeão da competição.

Após empate por 2 a 2 no tempo normal - Raphael Veiga marcou os dois gols do lado palmeirense, e Arrascaeta e Gabriel pelo lado flamenguista - o jogo foi para a decisão nos pênaltis. Na disputa de pênaltis, Diego Alves e Weverton brilharam, mas o flamengo venceu por por 6 a 5, com o último gol do zagueiro Rodrigo Caio. 

Com o título, o Flamengo embolsa R$ 5 milhões de premiação da CBF. O Palmeiras, por sua vez, ficará com R$ 2 milhões. 

Esta é a segunda vez que o rubro-negro carioca conquista o título da competição criada em 1990, o que tornar o clube carioca o primeiro bicampeão. Tendo inspiração nos torneios europeus, a Supercopa do Brasil reúne os dois campeões nacionais (Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil) no início da temporada seguinte. Até este domingo, haviam acontecido apenas três decisões de Supercopa.

Em 1990 o Grêmio se sagrou campeão ao vencer o Vasco, em 1991 o Corinthians faturou o título ao derrotar o Flamengo e no retorno da competição no ano passado após 29 anos sem ser disputada, o Flamengo derrotou o Athletico Paranaense. 

O jogo na capital federal opôs os elencos mais caros do futebol brasileiro, segundo o site especializado Transfermarkt. O grupo mais valioso é o rubro-negro, avaliado em 128,7 milhões de euros (R$ 870 milhões), com quatro atletas superando dez milhões de euros (R$ 67,6 milhões) em valor de mercado: o volante Gerson, o meia Giorgian De Arrascaeta e os atacantes Gabriel e Pedro.

O time do Verdão, por sua vez, custa 119,20 milhões de euros (R$ 805 milhões). Apesar de ter menos jogadores que o rival valendo mais que dez milhões de euros, é quem tem o nome mais caro: o atacante Gabriel Veron, avaliado em 25 milhões de euros (R$ 109 milhões), cinco milhões de euros (R$ 33,8 milhões) a mais que Gabriel.

(Com informações da Agência Brasil)

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.