Do basquete ao mundo empresarial: como a meditação traz alta performance

Cuidados com a mente, através da meditação, traz benefícios para o bem-estar pessoal e profissional. A prática vem sendo feita nas mais diversas empresas, de CEOs a jogadores profissionais

Era 20 de fevereiro de 2020. Saindo do parque São Jorge, casa corinthiana, a caminho do Morumbi para o clássico de basquete contra o São Paulo, onde, por não poder ter torcida organizada, apenas 2 mil são paulinos estavam no ginásio para nos receber. Seguindo as leis de segurança, nenhum torcedor da fiel podia estar presente, ou seja, uma pressão absurda para jogar fora de casa, ao mesmo tempo em que essa pressão poderia se tornar alimento para nos inspirar a vencer.

Está faltando dinheiro para 2021? Investir na bolsa pode ser o primeiro passo. Conheça os cursos da EXAME Academy

No meio do caminho observei que cada jogador do timão estava isolado em seu mundo, disperso, sem interação, e com a mente totalmente fora de foco. Nem parecia que estavam indo para um jogo desse tamanho.

Percebendo que estávamos indo a caminho do matadouro, com a cabeça baixa e proporcionando as oportunidades que nossos oponentes precisavam, abordei o fisioterapeuta do time e comentei que se não fizéssemos nada iríamos tomar uma lavada. Pedimos a atenção de todos, conversamos com o time e após certa descrença e um pouco de resistência, todos cederam. Eu não podia errar. Trouxe rapidamente a explicação de que a mente, quando dispersa, faz o time mais fraco, mas que quando a mente de cada jogador está focada em um único objetivo, faz com que todo o time esteja alinhado, conectado, sem dispersões e consequentemente, mais forte. Todos gostaram, entenderam, e então me deram a deixa para iniciar nosso treinamento de meditação ali, dentro no ônibus mesmo.

Chegamos ao Morumbi. Aquela pressão azeda. O jogo começa, e por cedermos à própria natureza do jogo, chegamos ao intervalo entre os quatro quartos perdendo por 20 pontos. A performance estava horrível; perdendo bolas, jogadores ofegantes, e então o juiz apita para o intervalo.

Entramos no vestiário e em silêncio ficamos por todo o tempo, colocando em prática as técnicas de meditação e de hiperventilação cerebral que já havíamos treinado no ônibus. Não precisou de nenhuma palavra. Apenas sentamos e focamos a mente. Catalisados pela emoção de estar perdendo feio (corinthiano não gosta de perder - muito menos para são paulino) todos colocaram muita emoção e intenção no treinamento; com isso a experiência foi profunda e fez toda a diferença.

Voltamos ao jogo, e com o foco estimulado, viramos e demos um show. Até aquele instante estávamos perdendo feio, nem parecia um time profissional. Após esse retorno a luta foi justa, o reflexo das técnicas nos despertou e fomos assim até o fim. Acabamos perdendo por uma diferença muito pequena, mas a garra e o aprendizado de que temos a capacidade de treinar a mente para superação de obstáculos ficou clara para todos nós. Perdemos, mas perdemos focados e com honra.

Assim como neste clássico do esporte, mentes dispersas e desmotivadas podem ser encontradas em qualquer escritório, projeto e equipe. Mentes pressionadas por metas, resultados e a realidade que apresenta obstáculos como o Covid-19, por exemplo, nos surpreendem e precisam ser superados dia após dia. Esses fatores podem ocasionar ansiedade, baixa energia, falta de foco e por consequência diminuem a performance de profissionais de altíssima qualidade técnica, afetando a produtividade da empresa. Por isso, líderes mais disruptivos estão investindo fortemente em soluções que treinam a mente de seus colaboradores, não apenas para apagar incêndios, mas para levá-los a um tipo de atitude e desempenho acima da média.

Espaço de meditação na empresa de telefonia Vivo: a maioria das empresas brasileiras não cuida da saúde mental dos funcionários / Divulgação Assim como a Mutum pratica meditação com os colaboradores, a Vivo possui espaço de meditação na empresa.

Assim como a Mutum pratica meditação com os colaboradores, a Vivo possui espaço de meditação na empresa. (Leandro Fonseca/Exame)

A meditação - ferramenta milenar - tem se mostrado uma alternativa de alto impacto e com excelentes resultados. Isso acontece porque sua atuação estimula todo sistema nervoso, endócrino e por consequência dá aos seus praticantes mais foco, melhor vitalidade, e ensina de forma prática como gerenciar melhor seus impulsos inconscientes e a como lidar com suas emoções e pensamentos. Todos esses efeitos podem ser representados de forma simbólica, como o aprimoramento das peças de um equipamento eletrônico, que o levam a ter uma melhor performance melhor.

Lá no jogo o foco estava em estimular cada atleta a estar em seu melhor potencial, e nesse processo, levar a atenção de todos a um único objetivo, unindo as mentes e dando ao time mais performance. Na Mutum Agro Negócios, empresa goiana do ramo de arroz, a meditação se tornou parte da programação diária de seus executivos e tem sido usada como ferramenta para deixar toda a empresa conectada ao planejamento do ano de 2021. O interessante é que a empresa tem multiplicado seu tamanho e no último ano cresceu 1000% batendo cifras milionárias.

Através de sua experiência pessoal como aluno de meditação para alta performance, Matheus conta: “uma coisa que aprendi com o Prof. Thi é que a meditação nos ensina de forma prática a nos apoderar de uma atitude forte, mente de vencedor. Imagine uma equipe de basquete que entra sem essa atitude, dificilmente será vencedora. O mesmo vale para as reuniões de negócio. O cliente percebe de imediato quando há essa atitude presente”, crava o CEO na Mutum. Esses dois universos se relacionam muito bem, pois empreendedores e atletas são compostos das mesmas matérias internas, e reagem aos desafios da mesma forma.

Em nossa cultura estamos acostumados a buscar soluções para quando o problema já está em nossas mãos, mas a meditação nos ensina a treinar para sermos mais fortes que os desafios que a vida nos apresenta, pois os maiores desafios são internos, como liderar a sua mente, por exemplo.

Não faça como o nosso time de basquete que precisou sair correndo para apagar incêndio, pois pode se queimar. Cuide da mente de seus colaboradores, pois você transformará gastos emergenciais em investimentos com excelente retorno. 

Thi Arruda é professor de meditação e treinador de profissionais de alta performance.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.