Dia das Mães com elas estrelando e brindando a campanha de Johnnie Walker

Com mulheres protagonizando pela primeira vez uma campanha do rótulo, elas mostram que a maternidade pode ocupar todos os lugares

“O whisky é levado para esse lugar de força, potência e masculino. Só que esse lado também é um lugar da mãe”, narra a artista Verena Smit na campanha Iconic Mothers, da Johnnie Walker para o Dia Das Mães. Para celebrar trajetórias icônicas, a marca escocesa reuniu um elenco de mulheres que convida o público a ressignificar o olhar sobre a maternidade

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

A marca traz o rótulo Blue Label para brindar a jornada de um time representado por Carol Bassi, Djamila Ribeiro, Rachel Maia e Silvia Braz, que terão suas histórias homenageadas nesse projeto. Esta é a primeira campanha exclusivamente feminina de Johnnie Walker.

Carregada de construções sociais e prejulgamentos, o projeto pretende gerar identificação e reflexões humanizadas sobre a maternidade. “As pessoas, às vezes, passam uma imagem de maternidade muito idealizada e não é nada disso. A maturidade vai nos dando um pouco mais de tranquilidade para lidar com os desafios, pois a maternidade está sempre em construção. Ela não fica estagnada: ela se transforma”, afirma a empresária Silvia Braz, criadora de conteúdo e mãe de três filhas.

A maternidade trata da multiplicidade, dos diversos papéis que a mulher pode estar e viver ao mesmo tempo, sem se limitar a apenas um papel. “A sociedade ainda enxerga a mãe nesse lugar do sacrifício, daquela que tem que abnegar de tudo, que tem que viver sempre em função dos filhos. E o que eu espero é que as mulheres possam ter escolhas de fato”, conta Djamila Ribeiro, filósofa, ativista social, escritora e mãe. 

Desenvolvida especialmente para a campanha, Johnnie Walker lança uma edição especial de Blue Label. Assinada em collab Smit, frases da artista estampam as garrafas. O produto já está disponível no The Bar por 1.049 reais. O valor integral das vendas será doado para ações sociais junto à instituição BrazilFoundation com foco no combate a pandemia da Covid-19. 

Autoras de suas histórias e mostrando que suas escolhas não diminuem seu papel enquanto mãe, o projeto mostra a quebra de paradigmas entre a maternidade e as idealizações que são impostas às mulheres. “Eu sou mãe. Não sou mais singular, sou plural. E isso não é confundir o pessoal e o profissional: isso tudo é a Rachel”, aponta Rachel Maia, empresária do mercado de luxo, que se descreve como mãe independente.

Para Adriana Nogueira, Head de Marketing Reserve, portfólio de luxo da Diageo, a campanha traz um novo olhar às mulheres através do whisky. “Durante anos a maternidade foi caracterizada como uma relação delicada e afetiva, porém ela também é uma relação de muita potência e força. Esse é exatamente um código da categoria de whisky”, comenta.

De acordo com as Mães Icônicas, é unânime a fala de que a maternidade ressignificou o olhar delas perante suas trajetórias e impactou positivamente suas vidas pessoais e profissionais.

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.