Boxeador irlandês reclama de juízes "corrompidos" nos Jogos

Vencido por pontos por decisão unânime dos juízes, expressou sua desaprovação com a virulência, tardando a deixar o ringue e, em seguida, atacando os árbitros

	Michael Conlan: "Eles roubaram meu sonho olímpico"
 (Peter Cziborra/Reuters)
Michael Conlan: "Eles roubaram meu sonho olímpico" (Peter Cziborra/Reuters)
D
Da RedaçãoPublicado em 16/08/2016 às 14:41.

O boxeador irlandês Michael Conlan reclamou da arbitragem depois de sua derrota nas quartas de final da categoria até 56kg, nesta terça-feira, nos Jogos Olímpicos do Rio, chamando os juízes de "bastardos corruptos" e o sistema de "podre até a medula".

Vencido por pontos por decisão unânime dos juízes pelo russo Vladimir Nikitin, Conlan, de 24 anos, expressou sua desaprovação com a virulência, tardando a deixar o ringue e, em seguida, atacando os árbitros.

"Eles roubaram meu sonho olímpico", assegurou o atual campeão mundial de sua categoria e medalha de bronze em Londres-2012.

"Eu lhes disse que eram bastardos corruptos", indicou. "Acho que são podres por dentro (...) Estes são os Jogos Olímpicos mais corruptos da história", acrescentou.