Anderson Silva nega ter se manifestado por comunicado

Em texto divulgado por advogado, contestado pelo lutador, Spider alegava não ter utilizado nenhuma substância proibida na modalidade

São Paulo - O ex-campeão do UFC Anderson Silva se manifestou pela primeira vez sobre ter testado positivo em exame antidoping pelo uso de anabolizantes.

E o comunicado do lutador, divulgado na noite desta quinta-feira pelo seu empresário, foi para desmentir uma declaração propagada na última quarta pelo seu empresário, Ed Soares, em que Spider alegava não ter utilizado nenhuma substância proibida na modalidade.

"Gostaria de esclarecer à grande imprensa que ainda não dei nenhum tipo de entrevista, depoimento e nenhuma declaração sobre o caso em questão. As únicas pessoas nas quais eu falei foi com a minha família, meus empresários Marcelo Magalhães, Ed Soares e Jorge Guimarães (Joinha). Fiquem certos de que no momento exato irei me pronunciar e me posicionar. Gostaria de agradecer ao apoio de todos que torcem por mim", disse Anderson Silva, em comunicado enviado pela sua assessoria de imprensa.

Na última quarta-feira, texto publicado no MMA Fighting, site norte-americano referência na cobertura da modalidade, era creditado ao empresário Ed Soares e afirmava que o ex-campeão dos pesos médios não havia tomado qualquer substância.

"Minha posição sobre doping é e sempre será a mesma. Eu sou um defensor do esporte limpo. Estou consultando minha equipe agora para explorar todas as minhas opções e pretendo enfrentar essas alegações para limpar meu nome", comenta o texto.

Anderson foi flagrado em exame antidoping no dia 9 de janeiro por uso de drostanolona e androsterona, duas substâncias anabolizantes.

No último sábado, ele participou do UFC 183, em Las Vegas, e venceu Nick Diaz por decisão unânime dos jurados. O norte-americano também testou positivo em exame e as amostras revelaram o uso de metabólitos da maconha.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.