• AALR3 R$ 20,16 0.10
  • AAPL34 R$ 66,99 -2.64
  • ABCB4 R$ 16,62 -0.84
  • ABEV3 R$ 14,05 -0.21
  • AERI3 R$ 3,62 -6.46
  • AESB3 R$ 10,63 -3.10
  • AGRO3 R$ 30,72 -0.58
  • ALPA4 R$ 20,60 -0.77
  • ALSO3 R$ 19,07 -2.05
  • ALUP11 R$ 27,15 -0.07
  • AMAR3 R$ 2,40 -2.83
  • AMBP3 R$ 30,44 -2.34
  • AMER3 R$ 23,00 -4.45
  • AMZO34 R$ 63,87 -2.49
  • ANIM3 R$ 5,28 -4.86
  • ARZZ3 R$ 79,30 -0.26
  • ASAI3 R$ 15,70 -1.07
  • AZUL4 R$ 20,62 -6.10
  • B3SA3 R$ 11,90 -1.65
  • BBAS3 R$ 37,66 -0.80
  • AALR3 R$ 20,16 0.10
  • AAPL34 R$ 66,99 -2.64
  • ABCB4 R$ 16,62 -0.84
  • ABEV3 R$ 14,05 -0.21
  • AERI3 R$ 3,62 -6.46
  • AESB3 R$ 10,63 -3.10
  • AGRO3 R$ 30,72 -0.58
  • ALPA4 R$ 20,60 -0.77
  • ALSO3 R$ 19,07 -2.05
  • ALUP11 R$ 27,15 -0.07
  • AMAR3 R$ 2,40 -2.83
  • AMBP3 R$ 30,44 -2.34
  • AMER3 R$ 23,00 -4.45
  • AMZO34 R$ 63,87 -2.49
  • ANIM3 R$ 5,28 -4.86
  • ARZZ3 R$ 79,30 -0.26
  • ASAI3 R$ 15,70 -1.07
  • AZUL4 R$ 20,62 -6.10
  • B3SA3 R$ 11,90 -1.65
  • BBAS3 R$ 37,66 -0.80
Abra sua conta no BTG

Veja quais são principais grosserias no e-mail

Use a tecnologia com moderação. A virtude está no equilíbrio
 (Pedro Handam/EXAME.com)
(Pedro Handam/EXAME.com)
Por Célia LeãoPublicado em 21/03/2013 16:15 | Última atualização em 21/03/2013 16:15Tempo de Leitura: 3 min de leitura

São Paulo - Pensem na seguinte cena. Noite de sexta-feira, o casal sai para conhecer um restaurante bacana e novo num bairro chique, em comemoração ao aniversário dela, que havia acontecido uma semana antes. Restaurante bonito, com clima intimista e romântico, cardápio de primeiríssima e, tão logo ele consegue ler o aviso de que o espaço contava com o serviço de wireless, comemora.

E eu, cá de meu lado, pergunto: o que de tão importante alguém pode ter para precisar de conexão wireless e acesso a e-mails numa sexta-feira à noite? Lembro de um amigo, executivo com muitas responsabilidades, respondendo às mensagens em pleno domingo de Páscoa aqui em casa. Meu marido checa a caixa postal em seu smartphone, na cama, enquanto assistimos a episódios de nossas séries preferidas.

No mês passado, vivi uma maratona enorme de viagens e, em meio a uma delas, recebi a ligação de uma pessoa esbaforida, reclamando que eu não havia respondido ao e-mail que ela me enviara pela manhã.

Prontamente escrevi que estava viajando e que, em meus momentos de folga, ainda sou daquelas que preferem um bom livro a me sentar diante do computador para checar mensagens que, com certeza, podem aguardar por minha volta. Assisto a isso tudo pensando que terei muito trabalho para ensinar etiqueta às pessoas.

 Além disso, só posso ficar aborrecida por elas e por mais uma multidão que, ao que tudo indica, não captou a seguinte mensagem: a tecnologia está aí para nos servir, não para nos escravizar. Para começarmos o ano com o pé direito, vale lembrar que:

• A primazia é e sempre será de quem estiver diante de você, nunca de seus chamados telefônicos ou das mensagens que chegam a todo instante em sua caixa postal;

• Com o volume de e-mails que se recebe por dia, a regrinha de responder em até 24 horas mudou: algumas vezes isso é humanamente impossível; classifique o que é urgente e dê retorno rapidamente; o que é importante responda em seu tempo, desculpando-se pela demora. Não responder continua sendo falta de educação, ok?

• Não escreva mensagens em seu smartphone durante reuniões, palestras e apresentações quando outra pessoa estiver com a palavra — isso é indelicadíssimo!

Não discuto e muito menos questiono a importância das valiosas ferramentas tecnológicas para nossa vida profissional e até social. Sugiro, porém, cuidado e moderação no uso delas todas. Dizia Santo Agostinho que “a virtude está no equilíbrio”. Pense nisso antes de começar a usar qualquer uma dessas ferramentas em momentos que lhe pareçam inadequados.