A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Quer estudar fora? Veja os países que aceitam a entrada de brasileiros

Canadá, Estados Unidos, França, Japão: confira os países que estão abrindo as fronteiras para estudantes brasileiros

Por Estudar Fora

As ondas de contaminação e a nova variante delta da covid-19 deixaram incerto o dia a dia de quem deseja estudar fora ou precisa sair do país desde o ano passado. Para brasileiros, a fronteira para diversos países voltaram a reabrir gradualmente na última semana. Países como a Espanha, Alemanha, Canadá e França permitem a entrada de turistas do Brasil que estejam completamente vacinados.

Como parte dos países ainda proíbe a entrada de brasileiros, para contornar a situação, muitas pessoas que precisam viajar cumprem um período de estadia de cerca de 14 dias em um terceiro país antes de embarcar para o destino final. Até o momento, as permissões de entrada e saída dos países permanecem incertas devido à nova variante delta.

Para estudantes, quase todos os países voltaram a permitir a entrada de estrangeiros por motivos especiais – as exigências e grau de dificuldade muda de país para país. Caso você esteja tirando visto estudantil para realizar um intercâmbio nos próximos meses, sugerimos ligar para a embaixada de seu país destino e se informar sobre as últimas mudanças. Confira a lista de contatos de todas as embaixadas neste link.

Quais vacinas são aceitas

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que os países aceitem todas as vacinas aprovadas por ela, que inclui todas aplicadas legalmente no Brasil. Entretanto, muitas nações ainda estão relutantes em autorizar algumas vacinas, como a Coronavac.

O comprovante de vacinação completa pelas duas doses da vacina pode ser retirado do site ou aplicativo Conecte SUS (disponível aqui). Até o momento, o sistema permite a emissão do documento em português, inglês e espanhol.

Como funciona a permissão de visto

Cada país é responsável por decidir os critérios e exigências para entrada de estrangeiros no próprio território. Antes da pandemia de covid-19, cidadãos que tinham passaporte brasileiro podiam viajar a turismo para mais de 150 países sem necessidade de visto.

Até o momento, alguns dos principais países de destino que permitem a entrada de brasileiros são: África do Sul, Alemanha, Bahamas, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Croácia, Curaçao, Emirados Árabes, Equador, Espanha, Etiópia, Finlândia, França, Irlanda, Islândia, Líbano, Marrocos, México, Paraguai, República Dominicana, Sérvia, Suíça, Tailândia e Tanzânia.

Em meio a tantas incertezas, é preciso observar com atenção as orientações de cada país. Confira a seguir a situação da fronteira nos dez principais destinos de brasileiros. 

Estados Unidos (1.775.000 brasileiros)

Para brasileiros, ainda não é possível viajar direto do Brasil para os Estados Unidos a turismo. Quem deseja entrar no país precisa ficar, pelo menos, 14 dias em um terceiro país que tenha a entrada permitida pelos EUA. Além disso, também é necessário apresentar resultado negativo de teste PCR ou antigênico feito nas 72 horas anteriores e, caso já tenha se contaminado, um atestado médico indicando a recuperação.

Se o seu destino é estudar nos Estados Unidos, no fim de abril, o Departamento de Estado americano incluiu estudantes brasileiros que foram aprovados em universidades estadunidenses na categoria de visto especial NIE (Exceções de Interesse Nacional). Desde o ano passado, os alunos enfrentavam dificuldades para emitir os vistos nos consulados e embaixada dos EUA no Brasil, correndo o risco de perderem as vagas. Com as mudanças, a situação tende a se normalizar nos próximos meses. Confira aqui as atualizações sobre a situação.

Portugal (276.200 brasileiros)

A entrada de brasileiros por motivos de turismo ainda não é permitida. Somente são aceitas as entradas chamadas essenciais, como a trabalho, estudo, familiar, saúde ou por questões humanitárias. Após a chegada no país, é necessário realizar um isolamento de 14 dias.

Paraguai (240.000 brasileiros)

Não há restrições para estrangeiros entrarem no Paraguai. Atualmente, o país apenas exige apresentação de teste PCR ou antígeno com resultado negativo e tirado nas 72 horas anteriores, além do preenchimento de um formulário de “Declaração de Saúde do Viajante”.

Reino Unido (220.000 brasileiros)

O Brasil está na “lista vermelha” do Reino Unido e brasileiros que tenham passado os últimos dez dias por aqui estão proibidos de entrar direto no país. Para conseguir cruzar a fronteira, é necessário passar pelo menos dez dias em um dos países da “lista verde”, além de apresentar exame PCR negativo feito nas 72 horas anteriores.

Japão (211.138 brasileiros)

Para entrar no país, brasileiros precisam apresentar o certificado de teste PCR negativo para covid-19, feito nas 72h anteriores. Além disso, é necessário assinar um “juramento por escrito” declarando, entre outras coisas, que não utilizará transporte público por 14 dias e instalará o aplicativo LINE no dispositivo móvel, para manter as autoridades informadas de sua condição de saúde.

Itália (161.000 brasileiros)

O Brasil está incluso no grupo com a pior classificação e a entrada de brasileiros segue proibida. O país aceita apenas a entrada por “motivação específica” e, caso o visto seja aprovado, é necessário cumprir 14 dias de isolamento ao chegar na Itália.

Espanha (156.439 brasileiros)

No início da semana, a Espanha reabriu as fronteiras para turistas brasileiros que tenham completado a imunização com as duas doses da vacina há 15 dias. A boa notícia para quem quer viajar para o país é que ele é um dos poucos que aceitam todas as vacinas aplicadas no Brasil, incluindo a Coronavac.

Brasileiros que desejam viajar para a Espanha devem apresentar o certificado digital do Ministério da Saúde do Brasil na versão em Espanhol e preencher um formulário de controle sanitário (disponível aqui).

Alemanha (144.120 brasileiros)

Assim como na Espanha, desde o início da semana a Alemanha voltou a aceitar a entrada de turistas brasileiros imunizados com as duas doses da vacina há, no mínimo, 15 dias. Entretanto, as vacinas aceitas para a entrada do país são: Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen. Até o momento, a Coronavac ainda não é aceita.

Canadá (121.950 brasileiros)

A entrada de brasileiros vacinados com as duas doses voltará a ser aceita no Canadá  a partir do dia 7 de setembro. As vacinas aceitas são: AstraZeneca, Janssen, Moderna e Pfizer. Mais informações neste link.

França (87.400 brasileiros)

A França é um dos países da Europa que voltaram a permitir a entrada de brasileiros que estejam totalmente vacinados. Até o momento, o país aceita o comprovante com as vacinas AstraZeneca, Covishield, Moderna ou Pfizer-BioNTech. Confira aqui as atualizações sobre as exigências para entrar no país.

*Até o momento, por motivos burocráticos, as vacinas aceitas pela Agência Europeia de Medicamentos são: Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Johnson&Johnson. Para mais informações sobre outros países, confira o site do Itamaraty.

"Atualização: quais países permitem o passaporte brasileiros?" foi originalmente publicado pelo portal Estudar Fora da Fundação Estudar.

Dicas de carreira, vagas e muito mais

Você já conhece a newsletter da EXAME Academy? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias da semana sobre carreira e educação, assim como dicas dos nossos jornalistas e especialistas.

Toda terça-feira, leia as notícias mais quentes sobre o mercado de trabalho e fique por dentro das oportunidades em destaque de vagas, estágio, trainee e cursos. Já às quintas-feiras, você ainda pode acompanhar análises aprofundadas e receber conteúdos gratuitos como vídeos, cursos e e-books para ficar por dentro das tendências em carreira no Brasil e no mundo.

Quer receber as dicas de carreiras, vagas de emprego e ficar por dentro das tendências do mercado de trabalho? Assine a newsletter aqui.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também