Empresa tem mais de 200 vagas com home office e salários de até R$ 12 mil

Segundo pesquisa interna, 72% dos funcionários da BRQ falaram que a qualidade de vida melhorou com o home office
 (Maikon Bauer/Divulgação)
(Maikon Bauer/Divulgação)
L
Luísa Granato

Publicado em 13/05/2020 às 09:19.

Última atualização em 15/05/2020 às 19:47.

Trabalhar remotamente não foi um problema para a BRQ Digital Solutions, empresa que ajuda outras companhias a se digitalizarem e que já fazia home office antes da pandemia do coronavírus.

Segundo pesquisa interna da empresa, 72% dos funcionários falaram que a qualidade de vida melhorou e 50% acreditam que estão mais produtivos no home office.

Os benefícios do trabalho remoto são vistos até pelo CEO da BRQ, Benjamin Quadros. Ele conta que se sente mais presente e mais próximo dos funcionários, pois tem maior flexibilidade para entrar diretamente nas reuniões online e ajudar na solução de problemas cotidianos.

“Já tínhamos uma dinâmica de contato online com os clientes. Como temos projetos de digitalização, a maioria não foi interrompido e o trabalho continua”, diz o CEO.

Se o trabalho não para, as contratações também devem continuar. A empresa tem mais de 200 vagas abertas, principalmente para desenvolvedores, e com salário máximo de R$ 12 mil.

A BRQ oferece um pacote flexível de benefícios, incluindo programas de incentivo a certificação em tecnologia e de incentivo à saúde e qualidade de vida. As oportunidades são para diversos lugares do Brasil, mas todos começarão a trabalhar remotamente.

“Hoje a gente está trabalhando com o cenário de não voltar ao escritório. Toda a orientação que vemos é de continuar em home office. Qual será o uso do escritório depois? Eu ainda não sei. Se soubesse, já estava redesenhando”, fala Quadros.

O CEO vê que o escritório terá que ser reformulado para ser seguro, com distanciamento de mesas e regras de higiene. Para ele, o plano é aprender com o momento para ganhar maturidade no modelo de trabalho na nuvem.

Confira as vagas abertas pelo site.