Renner compra brechó e fecha parceria com Enel para se consolidar em ESG

A varejista anunciou a aquisição de startup de revenda de vestuário e busca movimentos de sustentabilidade para a companhia

Na última semana, a Lojas Renner divulgou importantes movimentos para o segmento de varejo de moda, que estão atrelados aos objetivos da companhia de se consolidar como o maior ecossistema de moda e lifestyle nacional.

Na última quinta-feira, 15, a Renner assinou contrato para aquisição de 100% do Repassa, uma startup que atua na revenda de vestuário, calçados e acessórios em todo o Brasil. Fundada em 2015, conta com 300 colaboradores e integra um mercado que deve alcançar R$ 31 bilhões até 2025, de acordo com a varejista.

Desenvolvida com base em premissas ESG (sigla em inglês para ambiental, social e de governança), a plataforma digital estimula o consumo consciente e prolonga a vida útil das peças em bom estado de conservação, gerando menos impacto ambiental e social. Diferentemente dos concorrentes, o brechó online opera no modelo gerenciado, com curadoria e controle de qualidade das peças e de toda a jornada do consumidor durante as transações.

A aquisição da startup se dá após parcerias anteriores com a Renner. Desde 2020, algumas lojas da marca passaram a fornecer as “Sacolas do Bem” utilizadas para que os consumidores possam enviar ao Repassa as roupas a serem revendidas ou doadas.

Para Fabio Faccio, diretor presidente da Lojas Renner, esse movimento vem para complementar a estratégia da companhia. “Esta aquisição é o primeiro movimento inorgânico para a consolidação do nosso ecossistema de moda e lifestyle”, diz. 

Energia do vento

Já em outro movimento que fortalece o posicionamento ESG da Lojas Renner, na última terça-feira, 13, foi anunciado um contrato com a Enel para compra de energia eólica para 170 lojas e seu novo Centro de Distribuição, que está em construção em Cabreúva (SP). O fornecimento se dá a partir de uma usina construída e operada pela subsidiária brasileira de energia renovável do Grupo Enel, a Enel Green Power Brasil Participações Ltda.

Antes de concluir sua primeira contratação de energia eólica, a varejista já era pioneira na implementação de estratégias focadas em sustentabilidade. Em 2018, a Lojas Renner se comprometeu a alcançar a marca de 75% do consumo energético corporativo oriundo de fontes renováveis de baixo impacto até o fim de 2021.

“A operação com a Enel é uma iniciativa importante entre empresas privadas para contribuir de maneira eficaz com o combate às mudanças climáticas. Além disso, reforça o nosso propósito de atuar em linha com os critérios ESG, para alcançar a sustentabilidade ambiental, social e econômica dos negócios”, diz Faccio.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também