Um conteúdo Bússola

RBS investe R$ 70 milhões em comunicação e transformação digital

Grupo multimídia renova Comitê Executivo e anuncia plano para acelerar principais tendências da comunicação
RBS planeja um posicionamento institucional mais próximo da sociedade (Reprodução/Getty Images)
RBS planeja um posicionamento institucional mais próximo da sociedade (Reprodução/Getty Images)
B
BússolaPublicado em 30/07/2021 às 10:30.

O Grupo RBS anuncia, hoje, 29, o início de um novo ciclo estratégico na história da empresa de comunicação multimídia, líder no Rio Grande do Sul. Passando por renovação da estrutura organizacional, um plano de investimentos e um novo posicionamento institucional, o movimento acelera e intensifica a conexão do grupo com as principais tendências para o futuro do setor.

O Comitê Executivo da empresa será renovado, com a criação de três novas frentes: Estratégia e Transformação; Jornalismo e Esportes e Entretenimento e Canais. Até 2024, serão investidos R$ 70 milhões na modernização dos parques tecnológicos de rádio e televisão, no desenvolvimento de produtos e em digital. Como marca, a RBS prepara um novo posicionamento institucional para gerar um diálogo mais próximo com os mais variados setores da sociedade gaúcha.

No primeiro semestre deste ano, a empresa superou em 22% a meta de resultados para o período e conseguiu, assim, programar a antecipação do pagamento de meio salário referente ao PPR dos funcionários para o início de agosto. Os bons resultados celebram o fechamento de um ciclo estratégico que se iniciou em 2016.

A RBS foi pioneira na implementação de um modelo de atuação comercial inovador na indústria de mídia brasileira. Criando uma oferta de produtos e serviços para o mercado publicitário, investindo em uma área de dados e mudando a forma de se relacionar com os clientes, a empresa se posicionou como cliente centric, colocando o anunciante e suas necessidades no centro da estratégia comercial e integrando todo o seu atendimento ao mercado.

Além disso, criou um produto digital de jornalismo a partir do co-branding de duas de suas principais marcas: Gaúcha e Zero Hora. GZH foi lançado em 2017, com um modelo de negócio baseado em paid content e conteúdo local e já conta com 97 mil assinantes, apresentando crescimento de 13% em assinaturas orgânicas em relação a junho de 2020. Ainda em relação ao ano anterior, a receita digital cresceu 29%.

“Estamos concluindo um ciclo bem-sucedido em uma indústria que tem enfrentado muitos desafios, que se agravaram durante a pandemia. Superamos metas e compartilhamos os resultados disso com nossos colaboradores. Enviamos nossas equipes para cobrir localmente os Jogos Olímpicos de Tóquio. E, agora, estamos saindo na frente para realizar com agilidade algumas das principais tendências do setor para os próximos anos: digitalização, diálogo e valorização do jornalismo profissional e independente”, afirma o presidente da RBS, Claudio Toigo Filho.

A nova estrutura organizacional entrará em vigor a partir de setembro. A frente de Estratégia e Transformação será liderada por Marcelo Leite, atual diretor-executivo de Marketing. A área irá aglutinar disciplinas críticas para o desenvolvimento do negócio, como digital, tecnologia, dados, consumer insights, comunicação e gestão de pessoas. Marta Gleich, que hoje ocupa a diretoria de Jornalismo, assumirá a liderança da frente de Jornalismo e Esporte.

Outra novidade é a frente de Entretenimento e Canais, sob a liderança de Marco Gomes, atual gerente executivo de Programação, Entretenimento e Projetos. Carlos Fini, atual diretor de Tecnologia da RBS TV, será consultor dessa frente.

Complementando o Comitê Executivo da RBS estão Patrícia Fraga (Mercado), Mariana Silveira (Finanças e Jurídico) e Caroline Torma (Comunicação).

Com as mudanças, Andiara Petterle, atual vice-presidente de Produto e Operações, deixará a RBS ao final de agosto para se dedicar à carreira de conselheira.

Os anúncios preparam o terreno para o lançamento de um novo posicionamento institucional do Grupo RBS. "Estamos tomando muitas ações para reforçar nossa capacidade de falar com e para todos os gaúchos. Na nossa visão, a união de esforços é imprescindível. Com o fim da pandemia e a retomada econômica, há espaço para discutirmos em conjunto, como sociedade, os próximos ciclos do nosso Estado. E queremos estar à disposição desse propósito", afirma Toigo.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também