• AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 66,55 -1.13
  • ABCB4 R$ 16,76 -3.34
  • ABEV3 R$ 14,02 -0.85
  • AERI3 R$ 3,69 -0.27
  • AESB3 R$ 10,78 0.75
  • AGRO3 R$ 30,80 -0.13
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 19,16 0.31
  • ALUP11 R$ 26,68 0.30
  • AMAR3 R$ 2,42 -0.82
  • AMBP3 R$ 30,07 -1.54
  • AMER3 R$ 23,59 2.17
  • AMZO34 R$ 66,61 -0.46
  • ANIM3 R$ 5,46 -0.91
  • ARZZ3 R$ 80,21 -1.22
  • ASAI3 R$ 16,06 3.95
  • AZUL4 R$ 21,11 -0.61
  • B3SA3 R$ 12,08 2.29
  • BBAS3 R$ 36,98 3.59
  • AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 66,55 -1.13
  • ABCB4 R$ 16,76 -3.34
  • ABEV3 R$ 14,02 -0.85
  • AERI3 R$ 3,69 -0.27
  • AESB3 R$ 10,78 0.75
  • AGRO3 R$ 30,80 -0.13
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 19,16 0.31
  • ALUP11 R$ 26,68 0.30
  • AMAR3 R$ 2,42 -0.82
  • AMBP3 R$ 30,07 -1.54
  • AMER3 R$ 23,59 2.17
  • AMZO34 R$ 66,61 -0.46
  • ANIM3 R$ 5,46 -0.91
  • ARZZ3 R$ 80,21 -1.22
  • ASAI3 R$ 16,06 3.95
  • AZUL4 R$ 21,11 -0.61
  • B3SA3 R$ 12,08 2.29
  • BBAS3 R$ 36,98 3.59
Abra sua conta no BTG

Liderança colaborativa: como promover o empoderamento da equipe

A liderança colaborativa é um caminho disruptivo para gerar autonomia, empatia, autoconfiança e outras características importantes para uma equipe
Líderes colaborativos fortalecem habilidades de seus funcionários e os envolvem ativamente nos processos de tomada de decisão. (iStockphoto/oatawa)
Líderes colaborativos fortalecem habilidades de seus funcionários e os envolvem ativamente nos processos de tomada de decisão. (iStockphoto/oatawa)
Por BússolaPublicado em 01/11/2021 17:31 | Última atualização em 01/11/2021 17:40Tempo de Leitura: 6 min de leitura

Por Steffen Raub*

Quando pensamos em líderes, a ideia de estar a “serviço” dos outros é geralmente a última que vem à nossa mente. Os líderes são representados como aqueles que dirigem, que delegam, orientam e cujas instruções devem ser seguidas. Os colaboradores servem aos líderes, não o contrário, certo? A “liderança colaborativa” não é nada mais do que um paradoxo?

Bem, acontece que a liderança colaborativa é um conceito que já existe há um bom tempo e está ganhando impulso. Michel Rochat, CEO do EHL Group, a referência mundial em educação hoteleira, soluções empresariais e inovação, afirmou uma vez que vivemos na era da empatia, onde o soft skill aliado a um grande know-how é o que define as pessoas mais inspiradoras, razão pela qual a EHL Ecole hôtelière de Lausanne oferece educação experiencial e um contexto de aprendizagem social, onde os estudantes podem desenvolver suas distintas qualidades de liderança.

Na sequência, vou explicar o que é a liderança colaborativa, ou a liderança a serviço do colaborador, e mostrar quais comportamentos são necessários adotar para se tornar um líder assim. Por último, mas não menos importante, vou mostrar que a eficácia da liderança colaborativa depende também da personalidade dos colaboradores, em particular do nível de “abertura”.

Quem são os “líderes colaborativos”?

De um modo geral, esses líderes são definidos como aqueles que colocam ênfase principal em seus comportamentos de servir e estar à disposição dos outros, incluindo seus colaboradores e a sociedade em geral. Os líderes colaborativos colocarão os interesses de seus funcionários acima de seus próprios, criarão uma relação de confiança e apoiarão o desenvolvimento profissional com o objetivo de ajudá-los a atingir seu pleno potencial.

Como se envolver na liderança colaborativa?

Diferentes pesquisadores propuseram uma variedade de estruturas para descrever os comportamentos em que um líder-colaborador se engaja. Algumas dessas estruturas têm uma sobreposição considerável. Se você quiser comparar seus próprios comportamentos com alguns dos mais importantes padrões de referência para a liderança colaborativa, tente se perguntar quantas das seguintes opções você pode assinalar:

  • Criando um relacionamento de confiança: seus funcionários sabem o que você representa? Você “segue o que fala”? Você trata seus colaboradores com igualdade e eles sabem que podem confiar em você para ser justo e transparente em seu relacionamento?
  • Ajudando os colaboradores a se desenvolver e crescer: você gasta tempo suficiente pensando sobre as habilidades e experiências que seus subordinados precisam adquirir? Você os desafia sem esticar demais suas competências? Você é tolerante quando eles cometem erros honestos?
  • Colocando os colaboradores em primeiro lugar: você é capaz de colocar o sucesso de seus funcionários acima do seu? Você pode fazer escolhas difíceis que irão beneficiar seus colaboradores, mesmo quando eles não beneficiam você?
  • Se comportando com ética: você tem uma bússola moral clara em ação? Seus colaboradores sabem quais são os princípios éticos que você defende? Você os aplica com rigor, mesmo quando escolhas difíceis precisam ser feitas?
  • Capacitando colaboradores: você reconhece oportunidades em que seus funcionários precisam desenvolver independência e autonomia? Você deu a eles a chance de tomar decisões e exercer autonomia?
  • Criando valor para a comunidade: em seu trabalho diário, você pensa além dos benefícios de curto prazo para você e seu departamento? Você busca sistematicamente oportunidades de criar valor para outras pessoas em sua organização e fora dela? Você é sensível às questões de sustentabilidade e responsabilidade social corporativa?

Por que a liderança colaborativa promove o empoderamento?

O empoderamento é um estado psicológico dos funcionários que possui várias vertentes:

  • Os funcionários trabalham em direção a uma meta que está alinhada com suas próprias crenças e valores;
  • Eles são competentes o suficiente para realizar suas tarefas;
  • Eles podem tomar decisões autônomas em seu ambiente de trabalho;
  • Eles podem fazer a diferença por meio de seu trabalho pelos outros.

Os líderes-colaborativos promovem a maioria, senão todas essas percepções; eles ajudam seus funcionários a atingirem todo o seu potencial, o que transmite significado e mostra que eles podem fazer a diferença.

Os líderes colaborativos também fortalecem as habilidades de seus funcionários e os envolvem ativamente nos processos de tomada de decisão. Isso fortalece seu senso de competência e autonomia. Em outras palavras, quando os líderes se envolvem em comportamentos de liderança colaborativa, o senso de empoderamento da equipe deve crescer consideravelmente.

Quais funcionários se beneficiam mais com a liderança colaborativa?

Todos os funcionários de serviço — e todos os seres humanos, na verdade — diferem no que diz respeito à sua personalidade. Os “cinco grandes” modelos de personalidade destacam a “abertura” como uma característica que mais define a personalidade. Indivíduos mais abertos são pessoas criativas e imaginativas, que aceitam as opiniões de outras pessoas e geralmente têm curiosidade sobre novas experiências.

Quando os funcionários de operação são muito abertos, é provável que tenham um senso mais forte de autonomia. Sua criatividade natural e interesse em experimentar coisas novas os levarão a buscar ativamente oportunidades para tomar iniciativa e responsabilidade.

Não é de se surpreender que nossa pesquisa sugira que, embora a liderança colaborativa beneficie todos os funcionários, aqueles que carecem de “abertura” se beneficiam mais do que todos os outros com a interação com um líder-colaborador.

Os comportamentos de liderança colaborativa podem fortalecer sua autoconfiança e incentivá-los a se aventurar em novos territórios e assumir alguns dos riscos inerentes a comportamentos com poder. Sem um líder-colaborador, eles podem ter evitado mostrar essas novas atitudes.

Você vai se tornar um líder colaborativo?

A liderança colaborativa requer coragem e vontade de pensar fora da caixa. Implica deixar de lado a velha noção de que os líderes sempre têm que “dar as cartas”. Engajar-se na liderança colaborativa pode promover o empoderamento de seus funcionários, e o empoderamento é um ingrediente-chave para a entrega contínua de serviços e altos níveis de satisfação do hóspede. Experimente esse modelo de liderança — e observe como sua equipe o recompensará por isso. Você pode se surpreender com os resultados.

*Steffen Raub é doutor em administração pela Universidade de Genebra (Ph.D.), possui bacharelado em gestão internacional da hospitalidade, e é professor de comportamento organizacional na EHL Ecole hôtelière de Lausanne, onde leciona métodos de pesquisa de negócios e metodologia de Pesquisa de Desenvolvimento de Liderança Pessoal

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube